Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Seap realiza entrega de certificados do curso de avicultura aos internos do CDPM 2

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realizou a cerimônia de entrega de certificados de mais um curso de capacitação voltado aos internos do sistema prisional, nesta sexta-feira (09/04). Desta vez, 16 reeducandos do Centro de Detenção Provisória Masculino 2 (CDPM 2) concluíram o curso de avicultura, promovido na unidade em parceria com a cogestora New Life Gestão Prisional.

Estiveram presentes na cerimônia o diretor da unidade, Jean Carlo Silva; a chefe do Departamento de Reintegração Social e Capacitação (Deresc) da Seap, Keyla Prado; representantes da empresa cogestora; e o instrutor responsável pelo curso, Glaucius Douglas.

A capacitação teve início em março e contou com uma carga horária total de 80 horas. Ela foi dividida entre aulas práticas e teóricas, que abordaram assuntos sobre a instalação de equipamentos adequados para criação de aves, manejo sanitário, vacinação e vermifugação, além de coleta de ovos e cronograma de produtividade. Durante o curso, os reeducandos também atuaram na construção de um novo galinheiro que receberá as 1.200 aves que pertencem ao CDPM 2.

Em discurso na cerimônia de encerramento, Jean Carlo Oliveira destacou o seu contentamento com a conclusão de mais um curso na unidade. “É uma satisfação imensa podermos finalizar mais este curso. Agradeço a todos e parabenizo o grande empenho, dedicação e vontade de aprender que os reeducandos tiveram aqui. Essa é mais uma prova de que a Seap segue fazendo a diferença. Esperamos oferecer cada vez mais retorno para a sociedade e para as famílias”, disse.

“Houve um interesse muito grande por parte dos internos, principalmente com relação à produtividade. Foi uma capacitação muito interativa e proveitosa, tivemos muitas perguntas e muitas dúvidas sanadas. Com certeza, neste momento, eles estão aptos para atuar nesta área com toda segurança e conhecimento necessário”, explica o instrutor Glaucius Douglas.

O interno Raimundo (nome fictício) diz que “a oportunidade de participar desse curso despertou em mim um conhecimento que ainda não tinha, que é o de cuidar e cultivar frangos e pintinhas. Fomos bem capacitados e quero levar esse conhecimento para fora. Acredito que com o aprendizado obtido aqui, posso alcançar até mil galinhas e garantir o sustento digno para minha família”.

FOTO: Divulgação/Seap

-publicidade-