Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Seas doa cestas básicas, kits de higiene e ar-condicionado a instituto socioambiental da zona leste de Manaus

A Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) dá continuidade às medidas de enfrentamento à Covid-19 com a entrega de 100 cestas básicas nutricionais, 60 kits de higiene pessoal, 200 máscaras para crianças e adultos e um aparelho de ar-condicionado ao Instituto Gaviam, no bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus. É mais uma ação com o objetivo de atenuar os efeitos econômicos e sociais causados pela pandemia nas famílias em situação de vulnerabilidade.

A entrega dos materiais aconteceu na sede da igreja Assembleia de Deus, e foi feita pela secretária titular da Seas, Maricília Costa, e pela presidente do Instituto Gaviam, Suzy Arruda.

A secretária Maricília Costa destacou que a Seas tem atuado ativamente para diminuir os efeitos da Covid-19 em grupos familiares que ficaram fragilizados frente ao novo coronavírus.

“Nosso objetivo é apoiar essas pessoas que se viram sem perspectiva diante da pandemia e que enfrentam necessidades urgentes. São pessoas que perderam seus empregos e, muitas vezes, até seus entes queridos, e que precisam muito do nosso apoio. Tanto em Manaus quanto no interior, nós temos atuado de maneira constante para reduzir esses efeitos negativos”, salientou.

Meio ambiente e cidadania – O Instituto Gaviam existe há sete anos e é uma associação sem fins econômicos, que desenvolve ações de educação ambiental dentro do Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) e junto às escolas da rede pública de ensino. Também atua na promoção da cidadania, facilitando o acesso à documentação e a serviços sociais.

A presidente da entidade, Suzy Arruda, explica que o apoio da Seas veio fortalecer os trabalhos desenvolvidos por sua equipe. “Esse apoio veio em boa hora. É verdade que queremos ‘ensinar a pescar’, mas agora, entendemos que esse é um momento crítico para todo mundo e isso veio realmente como um alento para essas famílias”.

Autonomia – Helena Dias, assistente social do Gaviam, explica que quando a pandemia começou em Manaus, muitas famílias que trabalhavam por conta própria perderam suas fontes de renda com a quarentena, situação que fez a entidade ampliar seu trabalho na área social.

“Passamos a trabalhar com enfoque nas mulheres, contribuindo com doações de cestas básicas, frutas e verduras e orientações de prevenção à Covid-19. Trabalhamos também com a oferta de cursos para que elas possam gerar renda e assim, conseguir sua emancipação. Toda ajuda é necessária”, destacou.

Benefícios – Mais de cinco mil famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica já foram beneficiadas com ações de doações pela Seas. Essas ações iniciaram em maio tanto em Manaus quanto no interior.

Foto: Jaqueline Pimenta/Seas

-publicidade-