Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Secretaria de Educação seleciona trabalhos de servidores para compor terceira edição de revista

A “Diálogos Formativos” é voltada às práticas realizadas por profissionais da Educação Básica do Amazonas

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto, por meio do Centro de Formação Profissional Padre José Anchieta (Cepan), lançará a terceira edição da revista “Diálogos Formativos”, voltada às práticas e aos trabalhos realizados por servidores da Educação Básica do Amazonas. O periódico, que será disponibilizado nos formatos impresso e digital, é formulado a partir de pesquisas, saberes, diálogos formativos, vozes docentes e experiências educacionais de destaque no estado.

Para a nova edição da revista, o Cepan está com edital de seleção aberto. Estão aptos a participar todos os profissionais da Educação da rede pública estadual em efetivo exercício, e a submissão do material deverá ser feita via e-mail, no endereço [email protected], até o dia 11 de julho.

No site do Centro de Formação, encontram-se as normas, os templates e os termos, bem como o foco e o escopo da “Diálogos Formativos”. A página pode ser acessada no link: http://www.cepan.am.gov.br/.

De acordo com a diretora do Cepan, professora Ana Lucena Rodrigues, o periódico semestral apresenta um amplo campo de publicações, que vão desde artigos, entrevistas e relatos de experiências a resenhas de livros, filmes e peças teatrais.

“A seleção de artigos para publicação toma como critérios básicos sua contribuição à educação e à promoção da diversidade temática apresentada nos eixos da revista, a originalidade do tema ou o tratamento dado ao mesmo, assim como a consistência e o rigor da abordagem teórico-metodológica”, acrescentou a diretora.

Ana Lucena conta ainda que a “Diálogos Formativos” estava em desenvolvimento desde 2018, com o nome de “Tipiti” – que integrava a então Editora Educação Amazonas. Porém, o periódico não havia se concretizado até dezembro de 2020, quando foi lançada a primeira edição da revista.

“O nome ‘Diálogos Formativos’ foi escolhido uma vez que a identidade visual já era conhecida pela comunidade escolar, especialmente pelos professores e equipes gestoras que participaram do projeto ‘Aula em Casa’”, explicou a diretora, referindo-se ao programa homônimo veiculado entre as videoaulas da Secretaria de Educação, durante o ensino remoto.

“Além disso, o nome [‘Diálogos Formativos’] mantém vínculo com o foco e o escopo da revista. Compreende-se que os diálogos com os professores sobre as grandes discussões no campo educacional, apoiadas em diferentes perspectivas epistemológicas e pedagógicas, são o eixo que estrutura toda a formação de educadores”, concluiu.

Avaliação – As seções Artigos e Relatos de Experiência são submetidas a duas fases de seleção: admissão dos trabalhos, na qual é verificada a adequação do manuscrito quanto ao caráter científico, à apresentação geral e à adequabilidade às normas e à política editorial da revista; e avaliação por pares, onde o manuscrito será avaliado por, pelo menos, dois membros do Comitê Científico do periódico ou consultores ad hoc, em consonância com o tema abordado, ou uma comissão de análise e julgamento designada por meio de ato específico.

Com o sistema de revisão por pares duplo-cego (double blind peer review), os nomes dos pareceristas permanecerão em sigilo, entretanto, por decisão editorial, os autores podem submeter os seus artigos com identificação autoral.

Lançamento – A primeira edição da “Diálogos Formativos” foi lançada em dezembro de 2020 e está disponível no site Cepan, onde pode ser acessada de forma gratuita e baixada para leitura off-line. A sua periodicidade é semestral, mas também há a publicação de dossiês oriundos de parcerias com eventos durante todo o ano.

FOTO: Lincoln Ferreira/Seduc-AM

-publicidade-