Take a fresh look at your lifestyle.

Secretarias criam dificuldades para autorizar liberação de bandas

-publicidade-

Meu Deus! Se estivesse vivo iria convidar o ex-ministro, Hélio Beltrão, para preparar um Projeto com a finalidade de desburocratizar o funcionamento de liberação de documentos para a realização das Bandas de Carnaval de Manaus, uma verdadeira Via Crucis, senão vejamos. Acredito que a burocracia foi a forma encontrada para desestimular a realização de bandas. Mas a turma da Banda do Jaraqui, que é composto por membros do Projeto Jaraqui, acostumado a dificuldades, não desiste; acorda de madrugada e vai para a porta das Secretarias. O certo que temos que dispor trinta dias para conseguir as autorizações. É muita perda de tempo, vejam:

1º – O representante da Banda faz um ofício para o DVISA: de 3 a 5 dias para ser liberado;
2º – O segundo passo é pagar a taxa e dar entrada da solicitação na SMTU, para a liberação da rua, onde vai acontecer a Banda: de 5 a 10 dias.
3º – O Terceiro passo é ir para e Manaustrans, pagar a taxa outra taxa: de 3 a 5 dias;
4º – O quarto passo é pagar a taxa e dar entrada no Corpo de Bombeiro: 5 a 10 dez dias;
5º – Quinto passo é pegar no Comando da Polícia Militar a autorização: 5 a 10 dez dias;
6º – Sexto passo Secretária de Feiras e Marcados, pedindo autorização para a fiscalização;
7º – Sétimo passo entregar ofício na Secretaria de Limpeza Pública, pedindo limpeza após ao evento;
8º – Oitavo passo ir à Secretária Municipal de Infraestrutura, para liberação da iluminação;
9º – Nono passo: Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade;
10º – Décimo: Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos;
11º – Décimo Primeiro: Secretária Municipal de Saúde – SEMSA.

Por: Paulo Onofre- Coordenador da Banda do Jaraqui

-publicidade-