Um mês após a chegada de mais de 400 agentes, as tropas da Força Nacional vão se retirar progressivamente do Ceará. O anúncio foi feito nesta terça-feira (5) pelo secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo. O estado sofre desde o início do ano uma onda de ataques em várias cidades, promovida por facções criminosas locais. Os bandidos incendiaram ônibus, viaturas, explodiram bombas em postes, torres e até em estações de transmissão de energia elétrica.

Segundo o secretário Nacional de Segurança Pública, a retirada das tropas visa atender solicitação de estados como o Pará, que tentam reduzir os “altos índices de criminalidade”.

“A nossa missão era reforçar toda a polícia do estado do Ceará, levar a tropa de elite que o Brasil tem em termos de segurança pública, que é a nossa Força Nacional. Isso ficou bem nítido e bem revelado na diminuição dos ataques, que a partir do dia quatro, cinco de janeiro começaram a declinar até chegarmos ao dia 30,31 do mês passado, com zero ataques”.

Guilherme Theophilo também afirmou que o planejamento de retirada das tropas da Força Nacional pode mudar caso novos ataques sejam registrados nos próximos dias. Lembrou ainda que os casos recentes não têm ligação direta com as organizações criminosas.

“E o que nós temos hoje, ainda acontecendo, uma ou outra queima de viaturas, de ônibus, já não são mais ataques de terrorismo, como nós estávamos qualificando o que vinha acontecendo. São mais oportunistas que estão aproveitando do clima de terror que foi estabelecido para manter ainda um pouco desse clima no estado do Ceará”.

Na coletiva, o secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, informou que ao menos 200 homens da Força Nacional serão enviados a Belém (PA) a fim de ajudar as equipes locais de segurança no patrulhamento da região metropolitana. A expectativa é que a tropa comece a atuar em seis bairros da capital paraense até 15 de março.

Com colaboração de Mariana Fraga, reportagem Tácido Rodrigues

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here