Os secretários de produção e de assistência social de Parintins participaram de reunião com a superintendência do Instituto Nacional de Colonização Reforma Agrária (INCRA) em Manaus com o objetivo de pleitear recursos para beneficiamento de vicinais e estradas no PA de Vila Amazônia, assim como trataram assuntos relacionados ao Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). A possibilidade de Parintins ser contemplado com uma nova patrulha mecanizada e o fornecimento de diesel pelo INCRA para mantimento do maquinário também foram tratados no encontro.

Segundo o secretário de assistência social, Wanderley Ribeiro, o prefeito Alexandre da Carbrás solicitou que os secretários fossem a Manaus para terem o entendimento sobre o projeto de beneficiamento de estradas com a parceria do programa federal Minha Casa Minha Vida e verificarem a possibilidade de executá-lo na Gleba de Vila Amazônia.

Wanderley explica que junto com o secretário de Produção, Samarone Moura, irá organizar uma reunião na Gleba de Vila Amazônia para verificar as prioridades em relação à aplicação do recurso para aberturas e manutenção de estradas. “Após a reunião que faremos com os moradores de Vila Amazônia, vamos nos reunir junto com a equipe de produção e a equipe de habitação da Semasth pra organizar um projeto e enviar para o INCRA para que o município de Parintins possa ser futuramente beneficiado”.

O secretário de produção, Samarone Moura, ressaltou que foi apresentado o relatório de atividades da secretaria do ano de 2014 aos técnicos do INCRA e garante que o município tem todas as chances de ser contemplado com um novo maquinário, uma vez que Parintins é um dos poucos municípios do Amazonas que cumpriu o termo de cooperação técnica do INCRA, mantendo a patrulha 100% operante.

“Foi uma reunião muito proveitosa, encontramos com os engenheiros responsáveis pelo projeto de beneficiamento de estradas, os quais nos passaram informações imprescindíveis. Nosso objetivo agora é correr atrás da documentação e elaborar o projeto para dar tudo certo e acredito que até junho de 2015 teremos uma resposta positiva” destacou Samarone.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here