Take a fresh look at your lifestyle.

Sedecti recebe atualização sobre o projeto “Amazônia Conectada” em visita do Exército

-publicidade-

Apresentar uma atualização sobre as etapas do projeto “Amazônia Conectada”, que pretende levar internet à região amazônica por meio de três mil quilômetros de redes óticas subfluviais nos leitos dos rios. Esse foi o motivo da visita do general Decílio de Medeiros, que é o vice-chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia do Exército (DCT), à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) na noite da última quarta-feira (22/12).

Recebido pelo titular da Sedecti, Jório Veiga, o general Decílio explanou sobre os últimos trabalhos do projeto que conectou o município de Novo Airão (a 115 quilômetros de Manaus) por meio do “Amazônia Conectada” e garantiu o uso de cessão do serviço de internet para alguns órgãos daquela cidade.

“Essa visita é para fazer um resumo do trabalho, inclusive sobre o termo de cessão para uso dessa infraestrutura pelos parceiros da cidade de Novo Airão e, também, para retomar diálogos com parceiros de órgãos públicos, além de apresentar perspectivas futuras para as novas fases, com troca de ideias e de conhecimento sobre os trabalhos que vêm sendo realizados nos últimos cinco anos”, explicou o general.

O secretário da Sedecti, Jório Veiga, disse que a pasta fica à disposição do Exército Brasileiro para colaborar com o que for necessário, no sentido de ajudar na viabilidade da chegada da internet para o interior do Amazonas, colaborando assim com o desenvolvimento do Estado.

“Entendemos que a comunicação, por meio da internet de qualidade, é fator extremamente importante para o desenvolvimento dos municípios, proporcionando acesso aos sistemas de compras, pesquisas de preços, uso de sistemas de pagamentos, entre outros. A ideia do Governo do Amazonas é de fomentar a interiorização do desenvolvimento econômico do interior e isso depende muito da internet para agregar geração de riquezas e rendas para a nossa região’, ressaltou Veiga.

Desde a última semana, uma comitiva liderada pelo Ministério da Defesa, juntamente com representantes dos Ministérios da Educação, da Saúde e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), além de outros órgãos federais, estaduais e municipais, estiveram em visita ao Amazonas para conhecer as ações do projeto “Amazônia Conectada”. No último sábado, o governador Wilson Lima inaugurou a praça municipal Luiz Jorge Silva, em Novo Airão, que conta com um ponto de internet gratuito para a população por meio do Projeto.

A obra é fruto de um convênio firmado entre o Governo do Estado e Prefeitura de Novo Airão e proporciona lazer às famílias, além de contribuir também para o turismo daquele município. Além da praça, Novo Airão também conta com internet do “Amazônia Conectada” em três escolas estaduais, no Hospital Geral, no Batalhão da Polícia Militar e em órgãos da Prefeitura.

“Amazônia Conectada” – O “Amazônia Conectada” é um projeto interministerial que teve início em 2014. As pastas envolvidas são os Ministérios das Comunicações e de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). A coordenação é feita pelo Ministério da Defesa, por meio do Exército Brasileiro. Além de levar internet para a região amazônica, a proposta também é de interligar as organizações militares. A iniciativa encontra-se no 4º estágio de execução.

Segundo informações do projeto, já foram lançados cerca de 1.200 quilômetros de cabos subfluviais, chamadas infovias, nos rios Negro e Solimões no Estado do Amazonas. A rede está em operação nos municípios de Novo Airão, Barcelos, Iranduba, Coari e Tefé. Uma etapa de manutenção acontece atualmente no trecho Manaus-Coari, com previsão de conclusão no primeiro trimestre de 2021, segundo informações da coordenação do Projeto.

FOTO: Divulgação/ Sedecti

-publicidade-