A comunidade do Tancredo Neves e demais bairros adjacentes da zona leste serão beneficiados com a oferta de cursos de qualificação profissional para residentes da área. Os cursos serão realizados por meio de parceria entre a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) e Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). O secretário-executivo adjunto de Educação da capital, professor Bibiano Filho, e a diretora-presidente do Cetam, professora Joésia Pacheco, estiveram reunidos com moradores da área para apresentar propostas de cursos e ouvir sugestões da comunidade.

As aulas acontecerão na Escola Estadual Rofram Belchior, nos turnos da manhã, tarde e noite. As inscrições serão dias 17 e 18 de julho, das 9h às 16h, nas dependências da unidade de ensino. Serão ofertados 35 cursos, com 1.150 vagas no total. As aulas começarão em agosto, em data ainda a ser confirmada.

A escola Rofram Belchior começou a ser construída em 2011 e vai ser entregue à comunidade neste ano, por determinação do governador Wilson Lima e do secretário de Estado da Educação, Luiz Castro. Ela será organizada pela Seduc-AM para atender o Ensino Médio a partir de 2020. Até o final deste ano, as 12 salas de aula existentes no local serão ocupadas por turmas de alunos dos cursos de qualificação profissional ofertados pelo Cetam.

Para se inscrever nos cursos é preciso que o candidato leve cópias de documentos como CPF, Carteira de Identidade, comprovantes de residência e escolaridade. No ato da inscrição é necessário observar alguns critérios exigidos. Para alguns cursos, o candidato precisa estar cursando o Ensino Médio. Já para outros, basta ter o Ensino Fundamental. É importante frisar que cada pessoa só poderá se inscrever em um único curso, para que um maior número de pessoas tenha a oportunidade de se qualificar.

Qualificação – A cozinheira Suely Moreira da Silva, 37, moradora do bairro, não escondia a felicidade com a notícia. Ela disse que irá se inscrever em algum curso de artesanato. Quer aprender para vender e aumentar sua renda. “Trabalho em restaurante das 4h às 14h. Então vou tentar estudar à noite. Fiquei feliz por saber que lembraram da gente e por ser de graça”, informou.

Daniel Costa, 29, trabalha com manutenção predial e avisou que sua esposa, a dona de casa Roberlani dos Santos, 32, fará sua inscrição. “Trabalho pela manha e à tarde, mas não deixarei de estudar. Quero fazer um curso na minha área”, disse. Já Roberlani, mãe de três filhos, também já adiantou que gostaria de aprender algum tipo de artesanato.

O microempresário Eraldo Vasconcelos, representante da comunidade e presidente do Conselho de Saúde do Tancredo Neves, estava presente na reunião. Ele ressaltou a satisfação de saber que jovens do bairro terão uma ocupação até o final do ano, período em que as dependências da escola serão ocupadas pelos cursos do Cetam.

FOTO: Adelmo Araújo