Material será utilizado com estudantes do Ensino Fundamental e Médio.

Uma parceria firmada entre as Secretarias de Estado de Educação do Amazonas e de São Paulo e a Fundação Japão permitirá o acesso de professores e estudantes da Escola Estadual de Tempo Integral Bilíngue Djalma da Cunha Batista, localizada no bairro Japiim, Zona Sul de Manaus, a um material didático específico para o ensino da Língua Japonesa.

“Kotobana” é o material didático que estará disponível em seis volumes aos estudantes do Ensino Fundamental e também do Ensino Médio no início do ano letivo de 2019.

Durante uma formação técnica na manhã desta quarta-feira (28), professores da Escola Djalma Batista, da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e acadêmicos do curso de Língua Japonesa da UFAM, tiveram os primeiros contatos com o material didático. A formação foi ministrada por professores da Fundação Japão.

Segundo a professora efetiva da Fundação Japão, Mayumi Yoshikawa, o material foi elaborado a pedido da Secretaria de Estado de Educação de São Paulo para uso nos cursos de japonês das escolas estaduais. A partir disso, a Secretaria cede os direitos de uso do material para outras Secretarias de Estado, o que possibilitou que a escola Djalma Batista fosse beneficiada.

“Com a utilização desse material, nós vimos uma melhoria nas aulas no Estado de São Paulo. Aqui, acredito que a proposta será um pouco diferente, porque a escola bilíngue oferece japonês como matéria obrigatória para todos os alunos, no entanto, como eles estão começando o curso, solicitaram que nós pudéssemos fornecer esse material a eles também”, disse Yoshikawa.

A professora e coordenadora de projetos culturais da Escola Djalma Batista, Erika Tomioka, explicou que o material didático já estava sendo analisado e que atende a realidade de estudantes e professores da unidade de ensino bilíngue.

“Graças ao empenho da nossa Secretaria, juntamente com a Fundação Japão, onde inicialmente a gente começou uma conversa com a professora Mayumi e que nos auxiliou bastante, fazendo a relação com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, que detém os direitos autorais do material, a gente conseguiu a autorização da impressão do material didático, que foi um material analisado desde o início do processo bilíngue em Língua Japonesa e que atendia muito bem a nossa realidade. É um material bem significativo e de grande valia para todos nós”, afirmou.

Projeto Bilíngue

Localizada na Avenida General Rodrigo Otávio, a escola é a primeira unidade pública de educação básica de ensino bilíngue japonês no país.

Com o projeto, a unidade atendia apenas estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, mas a partir de 2019, também atenderá alunos de Ensino Médio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here