As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Seduc-AM seleciona primeiros finalistas da quarta edição do Cebac

Iniciaram nesta sexta-feira (04/10) as Etapas Distritais do 4º Circuito de Experimentos de Baixo Custo (Cebac), antecipando outras seis seletivas até a grande final, prevista para novembro

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-AM) deu início nesta sexta-feira (04/10) às Etapas Distritais do 4º Circuito de Experimentos de Baixo Custo (Cebac). A primeira seletiva aconteceu no auditório do Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Gilberto Mestrinho, zona sul de Manaus, e reuniu trabalhos e projetos científicos inscritos sob a Coordenadoria Distrital de Educação (CDE) 2. Ao longo deste mês, serão realizadas ainda outras seis seletivas para a grande final, que acontece entre 22 e 29 de novembro.

Promovido pela Seduc-AM desde 2016, o Cebac tem como objetivo incentivar o desenvolvimento de experimentos de baixo custo de Ciências da Natureza utilizando materiais alternativos – despertando, assim, o interesse científico e a criatividade dos estudantes da rede pública do Amazonas. Neste ano, o Circuito contou com mais de 230 projetos inscritos nas Etapas Distritais – sendo 33 da CDE 2.

Os alunos Guilherme Wagner, de 12 anos, e Gabriel Henrique, 15, foram vencedores na Categoria 1, que engloba trabalhos desenvolvidos por estudantes com necessidades especiais. A dupla, que cursa a 7ª série na Escola Estadual de Tempo Integral (Eeti) Bilíngue Professor Djalma da Cunha Batista, criou um holograma caseiro.

“O holograma é uma espécie de fotografia tridimensional criada pelo húngaro Dennis Gabor, em 1948. Para criarmos o nosso [caseiro], utilizamos apenas uma garrafa pet, uma tesoura e um tablet ou celular”, revelou Guilherme Wagner.

Para executar o projeto, os alunos cortaram as partes superior e central do recipiente – formando uma espécie de funil – e baixaram um aplicativo gratuito de holograma. “Ao ligarmos esse app, botamos a garrafa em cima do celular ou tablet e criamos a ilusão de ótica de que a imagem está dentro do recipiente”, explicou Gabriel Henrique.

Animados com o prêmio conquistado nesta sexta-feira (04/10), os estudantes se dizem ansiosos por representar a CDE 2 na Etapa Final, entre os dias 22 e 29 de novembro. “Foi muito bom participar do Cebac e ser premiado logo na minha primeira vez. O Circuito me apresentou a diversos projetos e experimentos novos que, com certeza, me ajudarão a ter um futuro melhor”, acrescentou Guilherme.

Já Gabriel aproveitou a participação no Cebac para se familiarizar ainda mais com a profissão que deseja seguir: professor de Ciências. “Sou muito curioso e sempre gostei bastante de Ciências. Estar em contato com esses experimentos me ajudou a assimilar melhor a área para quando eu crescer”, concluiu o aluno do Eeti Bilíngue Professor Djalma da Cunha Batista.

Além de Guilherme e Gabriel, classificaram-se para a Etapa Final do Cebac os alunos: Flávia Beatriz dos Santos Pinto e Luan Carlos Collyer da Silva (A imagem invertida), da EE Bom Pastor; Alice Amazonas Farias e Entony dos Santos Meireles (Submarino de garrafa pet), da EE Tiradentes; Eduardo Soares da Silva e Mickael Silva de Oliveira (Bioplástico de amido), da EE Leopoldo Neves; Gideão Ramos Almeida e Pedro Enrique de Oliveira Cantuario (O tubo em ‘u’ misterioso), do Ceti Gilberto Mestrinho; Gabriel Bento da Silva (Helicóptero caseiro), da EE Antonio Lucena Bittencourt; e Elias Lobo de Jesus e Nelson Geraldo Aquino de Carvalho (Capturando CO2), da EE Profª Ondina de Paula Ribeiro.

Expectativa – Para o coordenador distrital da CDE 2, Emanuel Soares, a quarta edição do Cebac foi uma das melhores até agora – em termos de organização e projetos. “Neste ano, nossos estudantes e professores tiveram mais tempo para elaborar os seus trabalhos. Com esse período mais amplo, a organização e a elaboração dos projetos ganharam bastante em qualidade”, afirmou o coordenador distrital.

Ele destacou, ainda, a importância do Circuito para a formação dos alunos da rede estadual do Amazonas. “É [de uma importância] gigantesca, porque tira o estudante da parte teórica e o leva para a prática, fazendo com que eles aprendam mais. Pelo que vi dos projetos que venceram a nossa Etapa Distrital, estou bastante esperançoso para a grande final. São trabalhos muito bons que, com certeza, representarão muito bem a CDE 2”, finalizou Emanuel Soares.

Etapas – O Cebac é dividido em três etapas: a primeira foi o lançamento, que aconteceu em agosto, e consistiu na realização dos experimentos nas próprias escolas. De 1º a 31 de outubro, a segunda fase selecionará as melhores invenções no nível distrital/regional. Por fim, de 22 a 29 de novembro, serão escolhidos os grandes campeões da quarta edição do Cebac. Os vencedores serão agraciados com troféus, medalhas e certificados de participação.

FOTO: Divulgação/Seduc-AM