Take a fresh look at your lifestyle.

Seduc e demais entidades educacionais definem estratégias de mobilização em combate ao Aedes aegypti

-publicidade-

Na próxima sexta-feira, mais de 200 mil estudantes serão mobilizados na campanha “Educação no Combate ao Aedes aegypti”.

Nesta quarta-feira (17), em Manaus, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) coordenou reunião com organizações responsáveis pelo segmento da Educação para projetar medidas de mobilização para o combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti, responsável por males como o zika vírus, a febre chikungunya e a dengue.

Tendo iniciado o ano letivo nesta semana, os trabalhos de sensibilização envolvendo a comunidade escolar da capital e do interior do Amazonas serão iniciados com uma ampla mobilização na próxima sexta-feira (19), oportunidade na qual será lançada, regionalmente a campanha “Educação no Combate ao Aedes aegypti”. A campanha pretende mobilizar mais de 200 mil estudantes.

Participaram da reunião, na sede da Seduc, entidades como o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Estado do Amazonas (Sinepe), Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam), Secretaria Municipal de Educação (Seduc), Secretaria de Estado de Saúde (Susam) e demais instituições.

Conforme o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, na próxima sexta-feira (19), todas as 584 escolas públicas estaduais, mais as 501 municipais de educação em funcionamento em Manaus e em todos os 61 municípios do interior do Amazonas estarão envolvidas em uma mobilização inédita visando combater a proliferação do Aedes aegypti.

“Mobilizaremos todas as nossas 584 escolas estaduais por acreditarmos que podemos contribuir de maneira impactante com esta campanha já iniciada pelos órgãos de Saúde. Neste dia e não somente nele, motivaremos nossos estudantes matriculados em todos os níveis de ensino nos 62 municípios do Amazonas, além de nossos professores, técnicos, e também as famílias para juntos criarmos uma rede de multiplicadores para enfrentarmos o Aedes aegypti. Atendemos a um chamamento nacional e vamos ‘vestir a camisa’ por acreditar que com medidas educativas que envolvem ações práticas e mudança de comportamento, poderemos combater esse mal com maior eficácia”, informou o secretário.

Na sede da Seduc, localizada no bairro do Japiim, em Manaus, a reunião de trabalho contou, também, com a participação de integrantes das Forças Armadas.

-publicidade-