A Secretária de Estado para os Povos Indígenas (Seind) é uma das instituições públicas governamentais que receberão apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para realizar eventos em 2015. O órgão teve sua proposta aprovada e vai poder pôr em prática, no segundo semestre, o encontro “Interface de Projetos Econômicos e o Patrimônio Cultural Indígena”.

A atividade foi incluída no Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos e Tecnológicos no Estado do Amazonas (Parev), da Fapeam, e está programada para os dias 19 e 20 de agosto.

O objetivo é destacar os projetos econômicos realizados com o acesso ao patrimônio cultural dos povos indígenas do Estado, além de promover a interface entre economia, patrimônio cultural e direitos indígenas.

A ação faz parte do planejamento da câmara técnica “Promoção dos Povos Indígenas: perspectivas de valorização do patrimônio cultural”, do Comitê Gestor de Atuação Integrada entre o Governo do Estado do Amazonas e a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Acadêmicos, agentes indígenas e não indígenas ligados aos referidos projetos terão momentos de debate e reflexão sobre o assunto.

Mesa redonda

Em agosto do ano passado, a Seind chegou a realizar uma mesa redonda para discutir a temática, com o apoio da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), da Fapeam e do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Ufam. O encontro foi no auditório da Escola Superior de Artes (ESAT/UEA) e teve a participação do titular da secretaria, Bonifácio José Baniwa, e da mestre em Antropologia Social Chris Lopes, que é coordenadora de projetos socioculturais do órgão.

A mesa foi coordenada pela professora-doutora Priscila Faulhaber Barbosa, do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que também atua como titular do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST).

Intercâmbio
O Parev foi criado para apoiar a realização de eventos locais, regionais, nacionais e internacionais sediados no Estado do Amazonas, relacionados à Ciência, Tecnologia e Inovação: congressos, simpósios, “workshops”, seminários, ciclo de palestras, conferências e oficinas de trabalho, visando divulgar resultados de pesquisas científicas e contribuir para a promoção do intercâmbio científico e tecnológico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here