As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Sejusc emite RG para idosa centenária sem o documento há 20 anos

Iniciativa integra as ações da Aliança Covid Amazonas, coordenada pela Fundação Amazonas Sustentável

Alcina Soares, de 103 anos, foi uma das pessoas atendidas durante ação de emissão de documentos básicos realizada no último final de semana, em comunidades ribeirinhas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro. A iniciativa integra a Aliança Covid Amazonas, formada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS); Governo do Amazonas, por meio das secretarias de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Meio Ambiente (Sema) e Saúde (Susam); Assembleia Legislativa do Estado (Aleam); e outras instituições públicas, empresas e organizações da sociedade civil.

Nascida em Novo Airão, município distante 115 quilômetros de Manaus, a centenária estava há 20 anos sem a Carteira de Identidade (RG). Segundo a neta de Alcina, Marilucy Silva de Almeida, 57, o documento chegou em boa hora porque era o que faltava para ela conseguir trocar de banco.

“Minha avó estava sem Carteira de Identidade há uns 20 anos. Agora é uma renovação porque ela estava precisando do RG. Graças a Deus que vocês apareceram por aqui. Queremos tirar a aposentadoria dela do Santander para colocarmos no Bradesco. Santander só tem em Manaus, Bradesco tem em todo canto”, explicou Marilucy, que é moradora da comunidade Tumbira.

De acordo com a secretária Caroline Braz, titular da Sejusc, é um gratificante levar ações de cidadania para o público que mais precisa. “Conseguir chegar a essas pessoas é extremamente gratificante, porque uma senhora com 103 anos, há mais de 20 anos sem um documento de identificação, isso a privou de muitos benefícios, a privou de ter acesso ao Governo Federal, aos serviços. E, com essa ação da Sejusc, dentro de toda essa parceria, essa senhora recebeu o seu documento e sua cidadania pode ser efetivada na íntegra”, disse.

A ação contou também com distribuição de cestas básicas, kits de higiene e máscaras produzidas pelo projeto “Costurando a Esperança, Protegendo Vidas”, do Governo do Amazonas.

“Visitamos a comunidade indígena Três Unidos e também a comunidade ribeirinha do Tumbira. Nessas comunidades fizemos a distribuição desses materiais e também levamos uma ação de cidadania para a emissão de documentos que possibilitam a essas comunidades o acesso aos benefícios do Governo Federal. Sem essa parceria, não teríamos conseguido chegar tão longe, e juntos vamos vencer esse vírus, vamos vencer as distâncias e garantir cidadania às pessoas que mais precisam”, destacou a titular da Sejusc.

Ao todo, a Sejusc emitiu 222 documentos básicos, no último final de semana, nas comunidades Tumbira, Três Unidos, São Francisco, Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, sendo 115 RGs em 1ª via, 54 RGs em 2ª via, e 53 Certidões de Nascimento.

Unidos – A Aliança dos Povos Indígenas e Populações Tradicionais e Organizações Parceiras do Amazonas para o Enfrentamento do Coronavírus, coordenada pela FAS, tem o apoio de 69 parceiros, entre instituições públicas e privadas, empresas e prefeituras. Os recursos arrecadados pela articulação são utilizados para atender às particularidades de cada região do Amazonas no combate à Covid-19.

“Por meio da Aliança, trazemos para essas comunidades equipamentos, estratégias e insumos importantes para auxiliar o trabalho dos agentes de saúde locais”, pontuou o superintendente-geral da FAS, Virgílio Viana, que também destacou a relevância do sistema de telessaúde, que permite que médicos orientem as comunidades a distância, inclusive com atendimento psicológico.

FOTO: Paulo Bahia/Sejusc