Take a fresh look at your lifestyle.

Sema apoia imunização de ribeirinhos em 11 comunidades na Floresta Estadual Canutama

-publicidade-

A distância da sede do município não foi um impeditivo para a imunização de idosos que moram na Floresta Estadual (Floe) Canutama. Nesta semana, 46 idosos que vivem na Unidade de Conservação (UC) e nas comunidades próximas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, com apoio logístico da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

A ação fez parte do Programa Emergencial criado pela Sema para apoiar 29 municípios no enfrentamento da pandemia entre populações tradicionais que moram em áreas protegidas e regiões do entorno. A imunização foi realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Canutama (município distante 619 quilômetros de Manaus), no período de 5 de fevereiro até esta terça-feira (09/02).

De acordo com o secretário titular da Sema, Eduardo Taveira, o apoio do Estado visa encurtar o tempo de atendimento de comunidades mais distantes das sedes dos municípios. Nesta atividade, a vacinação chegou a 11 comunidades da Unidade de Conservação.

“A imunização precisa atingir a todos de forma invariável. O Programa da Sema vem para somar às estratégias das prefeituras e garantir que os guardiões das florestas, que cuidam das nossas Unidades de Conservação, também sejam contemplados”, disse.

Para a atividade, recursos do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) – usados para apoiar a gestão das Unidades de Conservação sob gestão da Sema – foram convertidos para a aquisição de combustível, alimentação e apoio logístico aos profissionais de saúde que realizaram a vacinação dos comunitários.

Além dos idosos, 15 profissionais de saúde que atuam no Posto de Saúde de referência, sediado na Comunidade Belo Monte, também foram imunizados. A próxima atividade de imunização com apoio da Secretaria deve contemplar moradores da Reserva Extrativista (Resex) Canutama já a partir desta quinta-feira (11/02).

Programa Emergencial – Para solicitar apoio logístico da Sema, as secretarias municipais de Saúde devem contactar a Secretaria previamente, para traçar as estratégias de atendimento nas áreas protegidas e comunidades próximas.

Associações-mãe de UCs e Organizações Não Governamentais (ONGs) que atuam em UCs do Estado também podem requisitar apoio da Secretaria para ações voltadas ao combate à Covid-19.

Estão previstos apoios no transporte de vacinas e profissionais da saúde para as comunidades, bem como assistência no traslado de ribeirinhos para municípios-sede, na aquisição de combustível para lanchas, entre outros, a depender do orçamento disponível no Programa Arpa para cada Unidade de Conservação a ser contemplada.

O contato das instituições deve ser feito exclusivamente por meio eletrônico, pelo e-mail [email protected] Mais informações podem ser requisitadas pelo telefone (92) 98253-0500.

FOTO: Divulgação/Sema

-publicidade-