A Secretaria do Estado de Meio Ambiente (Sema), por intermédio da Assessoria de Ordenamento Pesqueiro (Asspes), reuniu nesta quinta-feira (20/09) pescadores de dez comunidades rurais do município de Manicoré (distante 332 quilômetros da capital) e aprovou o plano de zoneamento do ordenamento pesqueiro da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Amapá, naquela cidade.

De acordo com o engenheiro de Pesca da Sema, Flávio Ruben, o encontro aconteceu nas comunidades rurais Água Azul e Vista Alegre, e teve como objetivo aprovar as regras e o zoneamento do ordenamento pesqueiro daquela Unidade de Conservação (UC). A RDS envolve dez localidades e cerca de 20 lagos no rio Amapá, onde existia potencial para atividade de pesca comercial e de subsistência.

Segundo Ruben, o ordenamento pesqueiro da RDS é importante para por fim a conflitos entre pescadores e para que as comunidades possam recuperar os estoques pesqueiros na região. “Com esse trabalho, todos podem aliar o uso sustentável à conservação das espécies de peixe, sobretudo as de pirarucu, um anseio das comunidades captura-lo de forma manejada”, observou.

O engenheiro de Pesca da Sema informou que, no encontro, foram definidas regras para a pesca comercial, pesca de subsistência e áreas de preservação ambiental. “Essas regras são importantes para saber qual lago pescar, o que pode ser pescado, qual o lago que pode ter atividade comercial e de consumo, além de amenizar os conflitos internos entre os comunitários”, informou.

Participaram do encontro, representantes do Departamento de Mudanças Climáticas e Unidades de Conservação (Demuc) e comunitários da RDS.

FOTO: DOMINGOS PETROCELI/IPAAM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here