Sema realiza monitoramento para soltura de animais silvestres nas trilhas das RDS Igapó-açu, Rio Amapá e Parque Matupiri, em Manicoré

A Gestão Amazonino Mendes, por meio do Departamento de Mudanças Climáticas e Unidades de Conservação (Demuc) da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), realizou, de 5 a 8 de novembro, o monitoramento nas trilhas das UCs para soltura de animais silvestres nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Igapó-açu, Rio Amapá e Parque Matupiri, no município de Manicoré (distante 332 quilômetros de Manaus).

De acordo com o gestor da RDS Igapó-açu, Diego Morgado, a atividade é uma parceria da Sema e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e teve como finalidade o monitoramento para ver as condições ambientais para a soltura de animais silvestres de diversas espécies. “São áreas que são bastante preservadas e tem condições de sobrevivência dos animais, além de serem afastadas das comunidades”, disse.

Diego informou também que as áreas foram aprovadas pelos técnicos do Ibama e ficando acordada uma data ainda no mês de novembro de 2018 para a soltura desses animais. Além da atividade de monitoramento, os representantes do Instituto Brasileiro e técnicos da Sema realizaram uma visita aos berçários dos quelônios das comunidades Mamori e Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, localizadas no município de Careiro Castanho.

Participaram desta atividade técnicos da Sema, representantes do programa Pé de Pincha da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e analistas ambientais do Ibama.

FOTOS: MARCO LEAL/IPAAM