A Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) promoveu, nesta ultima quarta-feira (21/11), nas comunidades de São Sebastião, localizada no município de Borba (distante 151 quilômetros de Manaus), Bom Sossego e Santa Rosa, no município de Novo Aripuanã (distante 227 quilômetros de Manaus), as discussões para solucionar conflitos de pesca na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Rio Madeira.

De acordo com o engenheiro de Pesca da Assessoria de Ordenamento Pesqueiro (Asspes) da Sema, Flávio Ruben, as atividades envolveram 32 comunidades da Unidade de Conservação (UC) e teve como objetivo revisar as regras para modalidade de pesca comercial e de subsistência na RDS. “As regras foram criadas em 2013, no entanto, estavam ocorrendo muitos conflitos por conta das áreas de uso e a falta de vigilância e monitoramento dos próprios comunitários”, disse.

Ruben informou que durante as reuniões foram apresentadas as regras de pesca estabelecidas no plano de gestão da UC, como forma de orientar os usuários desse recurso e pescadores do município de Nova Aripuanã. “A atividade é uma oportunidade para a Sema de sensibilizar os comunitários, usuários e pescadores sobre a importância do uso desse recurso pesqueiro de forma racional, sem degradar os estoques e respeitando a legislação de pesca vigente”, informou.

Participaram desta atividade técnicos da Sema, Colônia de pescadores Z29 do município de Novo Aripuanã e conselheiros da UC.

FOTOS: DICULGAÇÃO/SEMA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here