As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Sepror capacita e orienta produtores de açaí do estado do Amazonas

Objetivo principal é garantir assistência técnica, acompanhamento e orientação aos agricultores familiares

Diante do crescimento da produção e comercialização de açaí no Amazonas, a Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário Sustentável e Florestal do Amazonas (Idam), pretende capacitar e orientar batedores de açaí dos 62 municípios do estado, visando aperfeiçoar o manejo e beneficiamento do açaí e eliminar os agentes contaminantes.

O gerente de Apoio à Agroindústria do Idam, Washington Aguiar, explica que o órgão está realizando o acompanhamento das agroindústrias familiares de polpa de frutas.

“Estamos realizando o cadastramento destes batedores de açaí, além de orientar esses produtores na fase do processamento e do branqueamento. A vestimenta e a higienização são de suma importância para que seja realizado o beneficiamento do açaí, oferecendo um produto de qualidade”, afirma Washington Aguiar.

Com esse objetivo, o engenheiro químico da Secretaria Executiva Adjunta de Política Agrícola, Pecuária e Florestal do Amazonas (Seapaf/Sepror), Willis Vieira, realizou na última semana palestra com o tema “Boas práticas de fabricação para batedores de açaí”, no município de Boa Vista do Ramos (a 271 quilômetros de Manaus).

“A demanda foi identificada, e oito batedores de açaí foram orientados. A importância é levar a informação que o batedor precisa ter na hora de manipular o produto, evitando o risco de contaminação, principalmente pelo protozoário do (mosquito) barbeiro (Trypanosoma cruzi)”, afirma Willis.

Segundo Willis, em Boa Vista do Ramos existem oito batedores de açaí cadastrados no Idam. Cada um deles processa cinco sacas – uma saca equivale a 50 quilos – do produto por dia, o que resulta numa produção total de 1.200 litros de polpa de açaí, comercializados diariamente nas feiras do município.

Comercialização – A Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS) viabiliza a comercialização das polpas de açaí pelo Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme), pelo Balcão de Agronegócios e pelos pontos de vendas de Feiras de Produtos Regionais da ADS.

Nessas feiras, os consumidores encontram polpas do fruto a preços acessíveis e que são devidamente certificadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Segundo dados da ADS, de janeiro a maio deste ano, foram movimentados R$ 157.251,00 na comercialização do açaí nas feiras da Agência.

Merenda escolar – Atualmente, o Preme tem 12 agroindústrias, três associações, duas cooperativas e seis produtores rurais cadastrados e que fornecem o açaí regional. Por semana, cerca de cinco fornecedores distribuem para o Preme 35 mil quilos de açaí, que são destinados às escolas estaduais, gerando R$ 328.491,00 em recursos movimentados.

Consumo de açaí – O Amazonas é o segundo maior produtor de açaí do Brasil. Em 2018, o Amazonas produziu aproximadamente 69.005 toneladas de açaí, segundo dados do Idam. A média anual de consumo é de 10 litros de açaí por habitante, o que equivale a 20 copos de 500ml.

Atualmente, os principais produtores de açaí no estado são os municípios de Codajás, Anori, Coari, Carauari, Humaitá, Tapauá, Manicoré e Lábrea.

FOTO: Divulgação

você pode gostar também