Take a fresh look at your lifestyle.

Sepror participa da abertura da Pesca do Mapará no Lago do Rei, no município de Careiro da Várzea

-publicidade-

A Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) participou, nesta segunda (16/03), da abertura da Pesca do Mapará no Lago do Rei, localizado no município de Careiro da Várzea (a 25 quilômetros de Manaus em linha reta). A pescaria da espécie, popular na região do município, voltou a ser liberada após o período de defeso, que iniciou no dia 15 de novembro do ano passado e encerrou neste domingo (15/03).

O secretário de Pesca do município, Aldo Procópio, destacou o avanço no número de participações de pescadores e embarcações, bem como de frigoríficos compradores. “No ano passado, tivemos uma quantidade de 600 pescadores regularizados. Já neste ano são 730 cadastrados. Passamos de 350 para quase 500 canoas, aumentamos os frigoríficos compradores de dois para quatro, e temos, ainda, 11 barcos de compra”, ressaltou Aldo.

Durante o período do defeso, os pescadores participaram de reuniões de instrução com engenheiros de pesca do Departamento de Pesca e Aquicultura (Depa). Nos encontros foram repassadas orientações sobre os equipamentos a serem utilizados e a forma adequada de pescar, sem gerar prejuízos ao meio ambiente.

Melhorias – Para o pescador Miguel Almeida, as orientações recebidas foram importantes para garantir um aumento na quantidade e qualidade do pescado. “O pessoal dando essa força, como tem dado, vai facilitar para o pescador. Para ter uma ideia, no ano passado, passei três dias para conseguir 130 quilos. Só na manhã de hoje consegui quase 100 quilos e de peixe graúdo, de qualidade”, comemorou Miguel.

Os compradores também saem ganhando, conforme frisa Reginaldo Oliveira, proprietário de um dos barcos que realiza a compra do pescado. “Neste ano, o peixe está com uma qualidade melhor, muito devido à utilização correta da malha”, observou.

A expectativa é que cerca de 250 toneladas de peixe sejam extraídas pelos pescadores, até o dia 20 de março. Somente embarcações certificadas pela prefeitura do Careiro da Várzea podem participar da atividade. As polícias Militar e Federal auxiliam na segurança dos barcos que compram o pescado e ajudam a garantir que apenas pescadores cadastrados e regularizados possam atuar.

FOTO: Reyzon Nascimento de Almeida

-publicidade-