Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Serviço da Sejusc de emissão de RGs em domicílio atende idosos com dificuldade de locomoção

Uma das famílias foi a de um idoso de 101 anos de idade, com a esposa de 91 e o filho de 71

Equipes da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) realizaram, nesta terça-feira (18/08), a emissão de documentos para quatro idosos, sendo três deles com dificuldades de locomoção. Um deles possui 101 anos, enquanto a esposa tem 91 anos idade. O serviço em domicílio é oferecido pela Secretaria Executiva da Pessoa com Deficiência da Sejusc.

Um dos casos atendidos pela Sejusc foi na rua do Rosário, bairro São Raimundo. Em uma única residência, a equipe reuniu os dados para emitir RG de um idoso de 101 anos, Mário Bernardo Nascimento, da idosa Denize Barrozo do Nascimento, de 91 anos, e do filho do casal, Francisco Barrozo do Nascimento, de 71 anos. Por conta da idade avançada, os idosos apresentam problemas para sair de casa e recebem auxílio dos filhos e de cuidadoras.

O aposentado João Barrozo, de 69 anos, contou que o serviço é de grande importância para a população. “Eles estão precisando para ter a documentação, para o recebimento, para o transporte, então, você tem que estar com os documentos em dia e regularizados. Eu acho muito importante porque devido à idade dos meus pais a melhor forma é ir até a residência”.

Outro atendimento ocorreu na avenida Brasil, bairro Compensa, zona oeste, na residência do idoso Manoel Antônio Falcão Barros, de 61 anos. Devido a uma compressão medular que afetou os membros superiores e inferiores, Manoel perdeu o controle das mãos, o que dificulta assinatura de documentos e benefícios. A esposa, Maria das Graças Ribeiro da Gama, conta que a limitação passou a exigir outro tipo de carteira de identidade.

“A gente tinha muita dificuldade até porque a gente chegava no banco e sempre queriam que ele assinasse e, quando olhavam para a identidade dele, falavam que a identidade não servia mais. Para mim foi ótimo porque ajuda a família toda. Então, você chegar em um local e você não poder mostrar que é um cidadão, isso é complicado”, destacou.

Atendimento – O secretário William Abreu, titular da Sejusc, explicou que o serviço é feito por meio de agendamento no Núcleo PcD, localizado na rua Salvador, bairro Adrianópolis. Posteriormente, após análise de documentos, é marcada a ida da equipe até a residência do solicitante para coletar as digitais e emitir o documento.

A secretária executiva dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Sejusc, Lêda Maia, acrescentou que o trabalho se estende para idosos. “Hoje, o serviço de emissão de RG em domicílio é muito importante não só para as Pessoas com Deficiência, que não podem comparecer à secretaria para fazer o documento, mas também para a pessoa idosa. Muitos têm a mobilidade reduzida, não conseguem sair de casa ou têm dificuldades para entrar no carro, ou a família não tem um meio de transporte próprio. Essa parte é que a secretaria atua, fazendo com que todas as pessoas tenham acesso ao direito”.

Para agendamento da emissão de documentos para idosos ou PcDs com dificuldade de locomoção, é necessário apresentar os comprovantes no Núcleo PcD da Sejusc de segunda a quinta-feira, das 9h às 17h. Os documentos são:

– Certidão de Nascimento ou Casamento (original e cópia)

– CPF (original e cópia)

– 3 fotos 3×4 (primeira via); 2 fotos 3×4 (segunda via)

– Laudo médico (em caso de PcDs)

– Caso o solicitante seja criança ou adolescente, é necessário o documento de um responsável.

FOTO: Raine Luiz / Sejusc

-publicidade-