Take a fresh look at your lifestyle.

Serviço de Extensão Rural completa 54 anos no Amazonas

-publicidade-

Hoje, dia 02 de dezembro, é comemorado o dia em que se iniciou a Extensão Rural no Amazonas. Com 54 anos de existência, o serviço foi introduzido no Estado por meio da Associação de Crédito e Assistência Rural do Amazonas (ACAR/AM) em 02 de dezembro de 1966 e hoje é prestado pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam).

O extensionista rural Malvino Salvador, que hoje atua como assessor da diretoria do Idam, participou deste processo desde 1972, acompanhando todas as etapas da evolução do serviço de extensão rural no Amazonas. Para ele, a atividade foi de extrema importância para o processo da melhoria da qualidade de vida das comunidades rurais e para a diversificação do setor primário.

“Quando a extensão rural se iniciou no Amazonas praticamente só havia o extrativismo e culturas de base, como o cultivo de fibras e mandioca. Atividades como a cultura da laranja e o cultivo do açaí foram introduzidas pelo trabalho de extensão rural, bem como novas práticas agrícolas e tecnológicas”, explicou Malvino.

Atualmente, os serviços de extensão rural são prestados pelo Idam em todos os 62 municípios do Estado, através de suas 66 unidades locais. As ações desenvolvidas pelo instituto são direcionadas para o desenvolvimento rural sustentável, focadas no aumento da produção de alimentos e melhoria da qualidade de vida das famílias rurais.

“O Idam é o órgão de assistência técnica, que apoia o desenvolvimento rural na parte técnica, no plantio, na semente, no cultivo, no processamento da mandioca, fruticultura, piscicultura, óleos vegetais e outras atividades. E também faz a extensão rural, parte que cuida da organização social e produtiva dos produtos, da propriedade e da produção; com documentações essenciais para acesso às políticas como o Cadastro Ambiental Rural (CAR), Cartão do Produtor Primário (CPP), Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP), credenciamento no PAA e acesso ao crédito rural”, disse o diretor-presidente do Idam, Valdenor Cardoso.

FOTO: Divulgação/Idam

-publicidade-