As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Serviço inédito da Funati de Telessaúde ao Idoso inicia com atendimento a alunos

As marcações para atendimento podem ser feitas por aplicativo de mensagem em dias úteis

A Fundação Universidade Aberta da Teceria Idade (FUnATI), em parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), iniciou, nesta segunda-feira (08/06), o serviço de teleconsulta virtual e gratuita aos idosos cadastrados na instituição. Pelo menos, três mil alunos serão atendidos pela equipe multidisciplinar da Policlínica Gerontológica da FUnATI.

A parceria aconteceu frente à necessidade de manter os serviços da policlínica ativos para os idosos cadastrados durante a pandemia. Diante da necessidade do serviço on-line, a Fundação firmou parceria com o núcleo técnico-científico de Telessaúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), que já promove a atenção básica por meio da Telemedicina.

“Com o distanciamento e a quarentena, nós partimos agora para um sistema de atendimento a distância, telemedicina, telessaúde, atendendo aqueles que já vinham sendo atendidos pelos nossos profissionais e aqueles que precisarem de profissionais mais específicos, como psiquiatras, neurologistas e ortopedistas. A UEA, numa parceria conosco, vai nos fornecer esses profissionais”, afirmou o reitor da FUnATI, Euler Ribeiro.

A FUnATI foi a primeira a adotar medidas de isolamento de seu grupo de alunos, composto majoritariamente por idosos. Desde então, vem adotando medidas para desenvolver atividades virtuais para os alunos matriculados e usuários da policlínica gerontológica.

“Tudo isso [serviço] vai funcionar via Whatsapp. Esse paciente entra em contato, através do Whatsapp, com a equipe multidisciplinar. Médicos, oftalmogeriatras, enfermeiros, serviço social, nutricionista, cirurgião dentista. Ele diz a queixa e essa chamada via Whatsapp é direcionada para o profissional que ele precisa. Esse profissional da área da saúde devolve para o enfermeiro, que faz uma triagem primeiro com esse paciente, para saber qual é a queixa maior dele”, explicou a coordenadora da Policlínica Gerontológica da FUnATI, Vanusa Nascimento.

Serviço facilitador – Para a aposentada Maria do Rosário Sá de Assis, de 63 anos, a mudança na rotina durante a pandemia está sendo o maior desafio. Acostumada a frequentar os serviços e aulas da FUnATI, ela falou como o atendimento de telemedicina deve ajudar a manter a saúde e exames em dia.

“Me sinto muito melhor por telefone, marcando e vindo aqui só no dia que chamar e marcar. Isso vai ser muito bom pra gente. Já usava [serviços da Policlínica] e era muito bom. Continua sendo, porque a gente está parado, mas vamos voltar e agora vai ser muito melhor, com o celular, marcando a consulta”, afirmou.

Para a enfermeira Selma Soares, da Policlínica Gerontológica, o serviço também é uma forma de proteger e orientar os idosos sobre o novo coronavírus. “Nós orientamos os nossos idosos sobre essa situação da pandemia do novo coronavírus para ele ter mais conhecimento, se teve algum dos sintomas, se alguém da família já apresentou esses sintomas, levar um conforto maior para ele, porque nesse momento de isolamento, o idoso se torna muito mais vulnerável à angústia, à depressão, então, tudo isso traz tristeza para eles e nesse momento, a gente também tem que orientar os nossos idosos”, disse.

Funcionamento – Para acessar o serviço, basta enviar uma mensagem para o nosso canal de atendimento via WhastApp (92) 98431-2601, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. O aluno ou paciente da Policlínica da FUnATI deverá informar, no momento da consulta, seu nome completo, CPF, data de nascimento e o motivo do atendimento. O primeiro contato será realizado por um profissional enfermeiro que fará a análise das solicitações para posteriormente encaminhar o paciente/aluno à equipe especializada da Policlínica Gerontológica da FUnATI.

Foto: Arthur Castro/Secom