As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Servidores municipais participam de palestra sobre a psicologia do envelhecimento

Planejar a vida desde cedo, sem esperar a proximidade da velhice, sempre buscando realizar o que é necessário para se sentir feliz. Esse é um dos caminhos apontados pela psicóloga Margareth Galvão, para um envelhecimento saudável. O tema foi abordado na tarde desta sexta-feira, 18/10, na palestra “Aspectos Psicológicos do Envelhecimento”, no 5º módulo do “Curso de Integração dos Novos Servidores: Orientações Estratégicas de Governo – 2019”, promovido pela Prefeitura de Manaus aos servidores da Manaus Previdência.

Preparando os participantes para o debate do tema, a psicóloga iniciou os trabalhos após uma dinâmica denominada “Minha outra metade está em você”, em que consistia em frases divididas em duas partes, distribuídas às pessoas, que deveriam encontrar a parte que completava a sua metade.

Segundo a Galvão, a reflexão sobre o tema parte do princípio de que o indivíduo não deve pensar no envelhecimento apenas quando estiver próximo dessa fase, e sim, preparar-se desde jovem, procedimento que vai, inclusive, auxiliar as pessoas que estão ao seu redor. “Isso porque algumas pessoas encaram o envelhecimento com naturalidade, mas outras, não. Ainda há a visão negativa de que envelhecer é sinônimo de doenças e dependência, e a maioria teme perder a autonomia”, diz.

O Estatuto do Idoso, segundo a psicóloga, ajudou bastante na conquista da aceitação dessa realidade. “Mas, o assunto ainda precisa ser conversado entre os indivíduos, pois isso auxilia no processo natural de cada um aceitar o envelhecimento”, observa.

O olhar sobre o tema é importante, à medida que a expectativa de vida da população brasileira está aumentando, segundo a psicóloga, que também é especialista em Gerontologia e Saúde do Idoso e membro da Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz – regional Amazonas). “Por isso é fundamental que as pessoas tenham uma atenção mais cuidadosa para si mesmo no seu processo de envelhecimento biológico. E isso implica também no aspecto físico, psicológico e social”, alerta.

Aos servidores da Previdência, que trabalham em sua maioria com o público perto da terceira idade, a psicóloga admitiu que não é fácil lidar com o público, seja de que idade for. “E no caso da pessoa da terceira idade, essa relação exige uma habilidade maior. Quem está atendendo precisa entender as particularidades do idoso a fim de dar o melhor de si”, recomenda.

O curso voltado aos servidores da Previdência continua na segunda-feira, 21, com o tema “Noções de Arquivologia Pública”, com a especialista em Gestão Documental, Gláucia Miranda, chefe do setor de Arquivo da Manaus Previdência.

Texto – Marcia Claudia Senna / Manaus Previdência

Foto – Divulgação / Manaus Previdência

você pode gostar também