Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

SES-AM avalia oficinas de construção de metas e indicadores da Saúde para 2021

Metas serão apresentadas aos Conselhos Municipais e Estadual de Saúde para aprovação e subsequente homologação pela SES-AM

O secretário de Estado de Saúde (SES-AM), Marcellus Campêlo, avaliou como exitosa a realização de oficinas temáticas virtuais de construção de metas e indicadores da Saúde do Amazonas para 2021. Com o apoio da empresa Processamento de Dados Amazonas S.A (Prodam), a SES-AM reuniu gestores da saúde e técnicos de áreas estratégicas de 61 municípios do estado para definição de 24 indicadores interfederativos.

“Tivemos 98% de participação dos municípios de forma efetiva, e um feedback importante de quem participou a respeito da maior periodicidade desse tipo de evento. Verificamos que precisamos estar mais próximos dos municípios para apoiá-los na execução de suas metas”, afirmou o secretário.

A SES-AM planeja a realização de mais dois eventos neste primeiro semestre, incluindo o acolhimento dos novos gestores municipais e a avaliação das metas da saúde, conforme explicou o secretário.

“Uma meta estadual é composta pela colaboração de cada um dos 62 municípios para que os resultados sejam alcançados. O Estado do Amazonas vai passar a fazer de forma mais periódica essas reuniões de avaliação e irá apoiar os municípios em suas necessidades para que as metas sejam atingidas”, ressaltou Marcellus Campêlo.

Evento – A SES-AM promoveu, de 6 a 9 de abril, oficinas dentro das temáticas: Atenção Primária à Saúde; Linha de Cuidado Materno e Infantil, Saúde da Mulher e da Criança; Atenção às Condições Crônicas e Psicossocial; e Vigilância em Saúde.

A chefe do Departamento de Planejamento e Gestão (Deplan) da SES-AM, Radija Lopes, destacou a interatividade com os gestores durante o evento.

“A dificuldade de internet em alguns municípios do estado não impediu a participação dessas localidades. É um evento que consideramos exitoso. O nosso objetivo é cooperar com o município, ajudá-los a entender que o Estado quer trabalhar por resultados que serão aferidos. As medidas de desempenho são as metas e indicadores que estamos pactuando”, explicou Radija Lopes.

O fluxo de pactuação obedece ao trâmite de apresentação das metas e ações municipais e estaduais no Conselho Municipal de Saúde e no Conselho Estadual de Saúde (CES) para aprovação e posteriormente homologação pela SES-AM.

“As metas irão compor os outros instrumentos de planejamento, por exemplo, a programação e o plano estadual de saúde. Os resultados dessas metas serão inseridas nos relatórios quadrimestrais e anual de gestão e iremos aferir o que conseguimos alcançar do que foi pactuado”, finalizou Lopes.

FOTO: Rodrigo Santos/SES-AM

-publicidade-