Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

SES-AM, por meio da Seati, apresenta novo processo de conectividade para a saúde do Estado

Para dinamizar e agilizar o processo de informação entre os departamentos da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), sobretudo neste momento pandêmico, o sistema de informações da secretaria passa por um processo de ampliação e modernização. A equipe da Secretaria Executiva Adjunta da Tecnologia da Informação (Seati), em parceria com a Processamento de Dados do Amazonas (Prodam), está em fase de execução de processos internos para viabilizar uma melhor comunicação intraunidades de saúde do interior e da capital.

A modernização no processo de comunicação foi apresentada aos secretários adjuntos da SES nesta quarta-feira (31/03). O sistema aprimorado permitirá melhora no atendimento médico ao cidadão, uma vez que agiliza a interação entre os profissionais envolvidos na atenção, melhora o acesso a exames, a boletins médicos, permite maior proximidade médico paciente, ampliando os ganhos no atendimento em saúde.

Um dos mecanismos de saúde que ganham com a melhoria na infraestrutura de rede de informática da SES-AM é a Telemedicina. Hoje, a Telemedicina oferta sete especialidades médicas pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), com o apoio do Hospital Albert Einstein, nas especialidades de: Cardiologia, Endocrinologia, Pneumologia, Reumatologia, Neurologia, Neuropediatria e Psiquiatria.

O projeto de Telemedicina faz parte do programa Saúde Amazonas e hoje é ofertado para os municípios de Manaus, Envira, Careiro Castanho, Lábrea e Maraã e está em vias de ser implementado em Eirunepé, Barcelos e Jutaí.

“Os municípios recebem os equipamentos, mas não conseguem usar em sua totalidade porque a internet não aguenta. Agora com esse cabeamento em fibra ótica e fazendo o trabalho junto às prefeituras do interior, teremos esse reforço no sinal de internet, e a Telemedicina pode ser aplicada com mais qualidade. Já temos mais de 200 atendimentos feitos através da Telemedicina em pouco mais de um mês e meio. Nosso desejo é expandir e permitir que outras especialidades sejam incorporadas”, falou o secretário executivo adjunto de Tecnologia da Informação, Francisco Arce Junior.

A expansão com melhoria da conectividade está sendo viabilizada por meio do programa “Amazônia Conectada”, do Exército Brasileiro, que desde 2015 vem implementando fibra ótica na Amazônia e também pela supervisão técnica dos profissionais da Prodam em conjunto com a Seati.

Ações do Saúde Amazonas – O programa Saúde Amazonas consiste em um pacote de medidas divididas em nove macroações, com mais de 200 projetos cadastrados, até o momento, que visam mudanças estruturantes e melhoria dos serviços.

‘Amazônia Conectada’ – O programa visa levar cerca de 6 mil quilômetros de cabos de fibra ótica pelo fundo dos rios da região para garantir sinal de internet veloz a comunidades distantes.

FOTO: Rodrigo Santos

-publicidade-