Projeto de lei já tramita na Câmara dos Deputados e pretende desmembrar a Ufam no interior para a criação da Universidade do Alto Solimões

Durante seu pronunciamento na tribuna da Câmara dos Deputados nesta segunda-feira (25), o deputado federal Sidney Leite (PSD) defendeu o projeto de lei do Executivo que cria a Universidade do Alto Solimões e que em seu cerne, terá a missão de integrar os países da tríplice fronteira: Brasil, Colômbia e Peru, que fazem fronteira com municípios do Alto Solimões.
“Estamos empenhados em construir a quatro mãos a Universidade da Tríplice Fronteira lá no Alto Solimões, na divisa com a Colômbia e Peru. Naquela região, temos mais de 76 mil índios, 300 comunidades em mais de 18 etnias”, disse o deputado.
No fim de semana, Leite participou de uma audiência pública na cidade de Benjamin Constant, onde tem um campus da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), onde foi debatido o projeto de lei que desmembra essa unidade, dando lugar à Universidade do Alto Solimões.
Em seu discurso aos presentes, Sidney destacou que, neste momento, o principal desafio é a articulação política para que a proposta seja aprovada pela Câmara dos Deputados, haja vista que a matéria tem impacto financeiro. “Temos que tomar muito cuidado com o discurso para não ‘ajudar’ o discurso do ministro da Economia, que não quer aumentar despesas. De cara, o custeio dessa universidade será de R$ 2 bilhões. Temos que caminhar com habilidade nessa construção política”, ressaltou o deputado federal.