Doença é mais comum em pessoas a partir dos 60 anos, mas também possível em jovens – se associada à síndromes genéticas. Hospital Samaritano de São Paulo inaugura Centro de Aorta com atendimento por equipe multidisciplinar

São Paulo, 2 de maio de 2016 – Mais comum em idosos, o aneurisma da aorta também pode acometer pacientes mais jovens, quando associada a síndromes genéticas e ainda apresentar histórico de doença familiar. Por essa razão, essa doença silenciosa e de alta gravidade, com alta mortalidade se não operado, deve ser acompanhada por especialista, sempre que possível, em centros de referência.

O cirurgião cardiovascular e coordenador do Centro de Aorta do Hospital Samaritano de São Paulo, referência em medicina de alta complexidade, Dr. Ricardo Dias, destaca que “a operação realizada no momento adequado apresenta baixa mortalidade. O diagnóstico correto e o momento preciso da indicação cirúrgica fazem toda diferença para a sobrevida do paciente”.

E completa, “é fundamental realizá-la com estrutura hospitalar qualificada, profissionais experientes e especificamente treinados, para não comprometer a expectativa de sucesso da cirurgia e a qualidade de vida do paciente”.

Referência em alto desempenho em medicina especializada, o Hospital Samaritano acaba de inaugurar o Centro de Aorta, sob comando do Dr. Ricardo Dias.cuja estrutura proporciona ao paciente cardiopata uma Unidade de Terapia Intensiva Cardiológica (UTI-C), com equipamentos de última geração, protocolos assistenciais rígidos e atendimento feito por equipe multidisciplinar.

Sobre o Hospital Samaritano:

Especializado em medicina de alta complexidade, o Hospital Samaritano de São Paulo está há 122 anos em atividade. Fundado em 25 de janeiro de 1894, nasceu como primeiro hospital privado da capital paulista e hoje é uma das poucas instituições de saúde que permanece em atividade, em duas passagens de séculos, com recursos próprios.

Especializado em Cardiologia, Gastroenterologia, Neurologia, Ortopedia, Oncologia, Trauma, Urologia e Ginecologia, o Hospital Samaritano de São Paulo oferece atendimento completo e integrado aos pacientes, com acompanhamento em todas as etapas do tratamento. Além disso, oferece Serviço de Emergência Especializada 24 horas em Ortopedia, Cardiologia, Neurologia e Trauma.

O Complexo Hospitalar do Hospital Samaritano conta com 19 andares, 313 leitos, além de Centro Cirúrgico com salas para realização de procedimentos de alta complexidade e Centros de Medicina Especializada em Pediatria e doenças da Tireoide. Desde 2004, é certificado pela Joint Comission International (JCI), um dos mais importantes órgãos certificadores de padrões de qualidade hospitalar no mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here