Take a fresh look at your lifestyle.

SINTEAM mantém reivindicação por suspensão das aulas presenciais em Manaus

Cobrança foi feita para SEDUC em reunião online

-publicidade-

Embora a Seduc “obrigue” os profissionais da educação a trabalharem de forma presencial, uma reunião marcada com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (SINTEAM) aconteceu de forma online. “É interessante ver que a SEDUC obriga os trabalhadores a irem para as escolas trabalhar de forma presencial mas a reunião com a categoria é online”, disse a presidente da instituição, Ana Cristina Rodrigues.

O sindicato formalizou pedido de suspensão das aulas presenciais e manutenção das aulas remotas na reunião com a Secretaria de Estado da Educação (SEDUC). O encontro aconteceu após membros do sindicato ocuparem a sede da secretaria por quase 30h na semana passada e veio após quatro ofícios solicitando agenda com o secretário Luís Fabian.

Além dos membros do sindicato e da SEDUC, participaram da reunião os Ministérios Públicos Estadual e do Trabalho, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), a OAB, a comissão de educação da Assembleia Legislativa do Estado e o subsecretário da Casa Militar.

Um documento com dez pontos de reivindicações do sindicato foi enviado por email e protocolado na SEDUC e pede: o cumprimento da decisão judicial que afasta trabalhadores de grupo de risco e com comorbidades sem perda de benefícios, garantia da Testagem aos servidores, terceirizados e estudantes, bem como cumprimento da quarentena aos que tiverem contato com qualquer caso atestado positivo, providências quanto aos casos de assédio e perseguição aos trabalhadores do PSS, em estágio probatório e de carga complementar preservando os contratos de trabalho de professores/as e funcionários que aderiram a mobilização, garantia de que o SINTEAM tenha acesso à categoria nas escolas como prevê a Constituição Federal, abono de faltas e reembolso de desconto a toda a categoria que aderiu as paralisações, disponibilização ao SINTEAM e ao público em geral de relatório dos casos confirmados de covid-19 divididos por escolas, garantia do cumprimento do protocolo, estruturação das escolas com sabonete, pias, álcool em gel, tapete, máscara, termômetro, janela, manutenção dos aparelhos de ar condicionado, extintores e sinalização, redução de alunos por turmas, relatório da Sanitização e esclarecimentos sobre quantas foram realizadas, em quais escolas e qual a durabilidade do efeito do procedimento, distribuição de chips para professores e alunos, bem como doação/ empréstimo de computadores e tablets para a garantia das aulas remotas, realização do horário de trabalho pedagógico On-line e suspensão das aulas presenciais.

O SINTEAM vai aguardar a manifestação formal por parte da secretaria.

-publicidade-