As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Sistema Sepror tem ‘Dia no Campo’ no primeiro abatedouro de aves com Serviço de Inspeção no AM

Com o propósito de incentivar a regularização e acompanhamento técnico de abatedouros de aves na agricultura familiar do estado, o Sistema Sepror promoveu, nesta quarta-feira (12/06), o “Dia no Campo” no primeiro abatedouro de aves com o Serviço de Inspeção Estadual (SIE) no Amazonas.

O abatedouro está localizado no Km 19 da rodovia federal BR-174 (Manaus-Boa Vista), no Ramal do Areal – Zona Rural, e inicialmente atua com 80 aves/dia, cerca de 8 mil aves ao mês.

O fortalecimento do empreendedorismo no Amazonas é uma das prioridades do Governo do Estado, por meio do acompanhamento técnico do Sistema Sepror, no sentido de orientar produtores, esclarecendo os procedimentos necessários e higiênico-sanitário, para a garantia de que um produto inspecionado chegue à mesa dos consumidores amazonenses.

Para o secretário de Produção Rural, Petrucio Magalhães Júnior, o abatedouro Santa Mônica é uma prova de que o produto regional pode ser valorizado e tem grande potencial no Amazonas.

“Genuinamente amazonenses, temos desde a produção do pinto à criação nas granjas. Seguindo para o abate, aqui temos a garantia do produto inspecionado por profissionais habilitados, com um abatedouro também certificado com inspeção estadual, que pode garantir ao consumidor a qualidade de um produto regional”, destacou Petrucio.

O secretário destaca ainda que, entre as vantagens de se consumir produtos regionais, está certamente o tempo que leva da produção ao consumo. Além de bem menor do que aquele de produtos oriundos de outras regiões, promove geração de emprego e renda. Somente na área avícola, a produção regional movimenta mais de R$ 200 milhões ao ano, um potencial que chega ao quinto maior polo produtivo do país.

O proprietário do Abatedouro Santa Mônica, o empreendedor Ivo Aluísio, conta que sentiu a necessidade de regularizar o negócio para crescer no ramo empresarial, e por isso aceitou o apoio do Governo do Estado.

“Vi a necessidade do mercado e decidi me adiantar nesse setor. Temos o apoio da Sistema Sepror, do início até o final do processo. Isso nos motiva a crescer no mercado e levar o melhor para o povo amazonense”, declarou Ivo.

De acordo com o diretor-presidente da Agência de Defesa Agropecuário e Florestal do Amazonas (Adaf), Alexandre Araújo, este é o primeiro abatedouro certificado com Serviço de Inspeção Estadual (SIE), dentro da legislação estadual. “A tendência deste proprietário é evoluir para uma planta maior, ampliando seu negócio”, comentou Alexandre.

O diretor-presidente ressalta ainda que uma equipe de médicos veterinários e auxiliares passaram por um treinamento específico para dar o apoio a este empreendimento. “Esperamos ajudar mais pessoas e colaborar com o crescimento da economia local”, explicou ele.

Hoje o abate na Fazenda Santa Mônica ocorre três vezes por semana, com equipe da Adaf presente, fazendo orientação e fiscalizando o produto que será consumido nas mesas regionais, com higiene sanitária e respaldado pela legislação de produtos de origem animal.

FOTO: Djalma Júnior/Sepror

você pode gostar também