Por Cígredy Neves

Um sorriso aliviado era o de Elisabete Cristina Castro ao receber um vale-compras da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais – ADRA Brasil Regional Amazonas – neste domingo (30/12/2018), distribuído a 218 famílias atingidas pelo incêndio que aconteceu no bairro Educandos, em Manaus, na noite do dia 17/12. No dia seguinte ao incêndio, entretanto, a imagem de Elisabete, que é vendedora de churrasquinho, era bem diferente. Seu rosto expressava tensão, desespero, desesperança. Enquanto aguardava a Defesa Civil chamá-la para fazer o cadastro no ginásio da Igreja Batista Constantinópolis, em que os desabrigados foram realocados, ela não conseguia sorrir e só pensava nos seus cinco filhos pequenos espalhados pelas casas dos parentes. “Queria ter a certeza de ter o meu quarto ou a minha casa logo. E dá um desespero por não ter mais documento nenhum”, disse com um olhar triste e abatido.

Assim como Elisabete, mais de 600 famílias perderam tudo. Muitos ainda tentaram se aproveitaram da situação para ganhar algo mesmo não sendo do bairro Educandos. Apesar disso, o espírito de solidariedade e a mobilização da população amazonense para auxiliar os desabrigados foram as imagens mais impressionantes após o desastre. Carros e mais carros chegavam às ruas próximas aos abrigos com doações de roupas, alimentos não perecíveis e marmitas. Pessoas distribuíam água, picolés e dim-dim (geladinho) para amenizar o calor escaldante. As principais doações foram recebidas e distribuídas pela Casa Militar. Cozinhas comunitárias foram montadas para preparar refeições para os desabrigados e colchões foram doados para que eles não ficassem no chão.

Diante disso, a ADRA Brasil Regional Amazonas decidiu que a melhor forma de beneficiar as famílias afetadas com essa calamidade seria distribuir um vale-compras no valor de R$ 337,00. As famílias mais carentes, com idosos, crianças e portadores de necessidades especiais, foram selecionadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (SEMASC).

O diretor da ADRA Brasil Regional Amazonas, Brad Mills, explica que, com o vale-compras, as famílias podem comprar os itens que não receberam nas doações. “As pessoas ficarão mais à vontade para comprar no supermercado que foi nosso parceiro tudo o que precisarem até completar o valor do vale. Assim, acreditamos que estamos atendendo da melhor forma cada família. E é este justamente o principal objetivo da ADRA: prestar assistência humanitária em casos de emergência e vulnerabilidade social”, ressalta.

Mesmo diante de uma situação de calamidade pública, foi possível notar que as pessoas ainda conseguem se organizar e promover ações rápidas e de auxílio emergencial a quem realmente precisa. A ADRA Brasil Regional Amazonas é uma organização da sociedade civil que presta esse apoio aos moradores da região e trabalha para melhorar a qualidade de vida das pessoas.