Sorteio de chaves da Copa Libertadores de Futebol Feminino será realizado na Arena da Amazônia, nesta quarta-feira (07/01)

Em preparação para uma das competições mais aguardadas do calendário deste ano, a Copa Libertadores de Futebol Feminino, oficialmente Conmebol Libertadores Feminina 2018, realizará nesta quarta-feira (07/11), às 19h, no camarote do Governador, localizado na Arena da Amazônia (bairro Flores, zona centro-sul de Manaus), uma coletiva de imprensa para o sorteio das chaves do evento. Na ocasião, serão sorteados três grupos com quatro equipes em cada grupo.

A Libertadores de Futebol Feminino é organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e Confederação Brasileira de Futebol (CBF), em parceria com o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

O secretário da Sejel, Manoel Almeida, falou sobre a competição e reforçou o compromisso da gestão Amazonino Mendes e a importância da Libertadores. “Pela primeira vez, o Amazonas recebe uma competição dessa magnitude e isso é algo memorável. Tenho certeza que a expectativa dos amazonenses é grande, mais ainda pela quantidade de olhares que estarão voltados para o nosso Estado. E assim como determinou o governador Amazonino Mendes quando foi feito o anúncio oficial de Manaus como sede do evento, o Governo do Amazonas fará tudo o que estiver ao seu alcance para realizar a maior Libertadores de Futebol Feminino de todos os tempos”, destacou.

Em junho, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) definiu que a sede da competição seria feita pela equipe Iranduba da Amazônia, em Manaus, que tinha como concorrentes na disputa o Corinthians – SP e o Deportivo Ita, na Bolívia. A Libertadores, que é a competição de clubes mais importante do futebol feminino nas Américas, será realizada no período de 18 de novembro a 2 de dezembro e terá, neste ano, a participação de 12 times de 10 países da América do Sul.

Entre os representantes brasileiros na competição estão o Iranduba, que ganhou uma vaga como cidade-sede do evento, o atual campeão brasileiro, Santos, além do Audax, campeão da Libertadores em 2017. Os demais representantes serão Argentina (UAI Urquiza), Colômbia (Atletico Huila), Uruguai (Peñarol), Bolívia (Deportivo Ita), Paraguai (Cerro Porteño), Venezuela (Flor de Patria), Chile (Colo-Colo), Peru (Sport Girls) e Equador (Unión Española).

Locais de competição – O evento irá receber partidas na Arena da Amazônia, que comporta 44 mil pessoas e foi um dos locais da Copa do Mundo masculina de 2014, e o Estádio da Colina, para público de 10 mil. Na ocasião, dois grupos irão disputar jogos na Arena da Amazônia, enquanto um grupo fará partidas na Colina.

Campos de Treinamento – Os campos disponíveis para a realização de treinamentos serão o do Estádio Carlos Zamith e o do Sesi – Clube do Trabalhador, ambos localizados no bairro Coroado, zona leste da capital amazonense.

Ingressos – O supervisor de competições de futebol feminino da CBF, Romeu Castro, disse que ainda não há valores determinados para os bilhetes, mas que em breve eles serão anunciados. “Não foram definidos os valores por enquanto, mas tudo está sendo feito para que os ingressos sejam vendidos a preços populares e o povo amazonense possa lotar os estádios, de modo que possamos superar todas as expectativas e, se Deus quiser, bater recordes de público nas praças esportivas”, disse.

FOTOS: MAURO NETO / SEJEL