SSP-AM realiza treinamento prático de rapel em aeronave, com simulações de resgate e intervenção policial

O Departamento Integrado de Operações Aéreas (Dioa) da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) realizou, na tarde desta quarta-feira (17/10), um treinamento prático de rapel em aeronave com simulação de ações de resgate e de intervenção policial. A ação foi realizada no Hangar Araras, localizado no bairro Flores, na zona centro-sul de Manaus.

O treinamento faz parte da estratégia de segurança pública do Governo do Amazonas que tem como foco a capacitação dos policiais para atuarem em situações de risco. O chefe do Dioa, tenente-coronel Helliton Silva, ressaltou que essas ações ocorrem dentro dos limites permitidos e autorizados pelos órgãos de controle aéreo.

“É um treinamento prático e tático que visa adestrar e manter esse adestramento aos tripulantes. O nosso objetivo é mantê-los em condições de atender qualquer tipo de ocorrência e que necessite da infiltração de um policial ou de um bombeiro militar durante ações de resgate de alguma vítima, por exemplo”, disse o tenente-coronel.

Aulas teóricas – Antes da parte prática do treinamento, os membros do Dioa participaram de aulas teóricas e também sobre técnicas de amarrações, instruções de sistemas de ancoragem na aeronave e em plataforma fixa.

“A maior parte desse treinamento é feito aqui na nossa base, no hangar. E para o rapel na plataforma fixa, nós utilizamos a plataforma da torre aeromóvel do 1º BIS (Batalhão de Infantaria de Selva) que simula muito bem a saída do rapel de uma aeronave de segurança pública”, disse o chefe do Dioa.

Treinamento contínuo – O major Paulo Emílio, que também é piloto de uma das aeronaves, lembrou que durante uma ação o policial pode descer com armamento e material de primeiros-socorros, o que necessita de um treinamento contínuo.

“Nós buscamos simular o mais próximo possível da realidade, para que nossos homens estejam preparados para tudo”, completou.

Aeronaves – O Dioa é uma unidade operacional da SSP que possui servidores da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil. Com três aeronaves à disposição, o Departamento tem capacidade de executar diversas atividades, entre elas, salvamento, ações de segurança e de apoio à Defesa Civil.

FOTO: DIVULGAÇÃO