Com reforço nas operações integradas entre os órgãos que compõem o sistema de Segurança Pública, desde o início do ano, cresceu em 17,6% o número de prisões por homicídios em todo Estado até outubro se comparado com o mesmo período de 2017. O numero de homicídios dolosos consumados acumula queda de 3,9% no ano.

Nos dez primeiros meses de 2018, foram registradas 546 prisões por homicídios, contra 464 do mesmo período de 2017. Deste total, 473 prisões por homicídio foram realizadas em Manaus e 73 nos municípios do interior do Amazonas, neste ano, contra 385 prisões na capital e 79 no interior, no ano passado. Os dados são da Divisão de Recebimento, Análise e Distribuição (Drad) da Polícia Civil (PC).

Considerando apenas os dados de Manaus, o número de homicidas presos teve um salto de 22,85% na comparação com 2017. De acordo com o secretário de segurança, Coronel Amadeu Soares, o combate às mortes violentas é uma das prioridades. Por isso, desde que assumiu a pasta, em outubro, determinou o reforço das operações policiais nos horários de troca de turno da polícia militar, além de criar um plantão fixo na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), com equipe completa para pronto atendimento de casos.

Para o delegado titular da DEHS, Orlando Amaral, o aumento no número de prisões é resultado da reformulação do atendimento das ocorrências com o estabelecimento de plantões. “Com o plantão hoje melhor estruturado, temos mais capacidade de colher informações no local do crime logo após sua ocorrência. Isso é de grande valia para que tenhamos a oportunidade de solucionar o caso, às vezes até de imediato”, destacou.

Homicídios caem 3,9% – De janeiro a outubro deste ano, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) registra uma redução de 3,9% no número de homicídios em Manaus. Foram 785 ocorrências em 2018 contra 815 em 2017, conforme os dados da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai).

Ao longo deste ano, a média de homicídios nos dez primeiros meses de 2018 é de 78,3 ocorrências contra 81,5 registros em 2017. Os indicadores de violência também mostram uma queda de 2% nos crimes de latrocínio entre os dez primeiros meses de 2017 e 2018.

Essa redução de homicídios e latrocínios reflete a estratégia de segurança pública determinada pelo governador Amazonino Mendes, segundo o secretário de Segurança, coronel da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) Amadeu Soares. Além da aquisição de 934 novas viaturas para reforçar o trabalho das polícias, houve medidas administrativas para melhorar o trabalho de investigação e motivar os policiais, como foi o caso das promoções para 7,973 policiais militares e benefícios para policiais civis como a extinção da 5ª classe e o pagamento do escalonamento dos profissionais.

O secretário ressaltou, ainda, que a queda nesses indicadores é resultado do reforço no policiamento ostensivo e também da ação de setores de inteligência da Polícia Civil e Seai. “O combate ao crime organizado está sendo feito de forma enérgica e com estratégia. Estamos agindo com operações especiais e inteligência, o que resulta na apreensão de grandes quantidades de entorpecentes. A atuação em conjunto com a sociedade também é essencial para aproximar a relação com a sociedade e coleta de informações”, afirmou o secretário.

Denúncias – A população pode contribuir com as investigações da polícia realizando denúncias anônimas por meio do 181. A ligação será recebida por servidores da Seai que, em parceria com a Polícia Civil, realiza investigação para futuras ações policiais.

Inquéritos – Segundo dados da Delegacia de Homicídios, de janeiro a outubro deste ano, dos inquéritos instaurados, 66 já foram finalizados com a identificação da autoria e prisão dos envolvidos e em outros 60 casos a DEHS já tem a descrição dos autores, mas aguarda a qualificação dos infratores para efetuar as prisões.

Os demais inquéritos estão em diligências e seguem em investigação. “A DEHS é uma delegacia diferenciada das demais por conta da alta demanda. Contudo, estamos envidando todos os esforços para conciliar as investigações dos casos anteriores com os casos atendidos diariamente”, disse Orlando Amaral.

A DEHS realiza operações e diligências diariamente, na tentativa de elucidar crimes e prender os acusados por homicídios no Amazonas, aliando as investigações dos casos já em andamento com os que são registrados atualmente pela Especializada.

FOTO: DIVULGAÇÃO/SSP-AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here