Os órgãos de Segurança Pública do Amazonas ganharam reforços tecnológicos ao longo dos últimos 12 meses, com sistemas e aplicações desenvolvidos pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), por meio da Secretaria Executiva Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada (Seagi).

Em abril do ano passado, foi lançado o aplicativo “Aviso Polícia”. O app funciona como uma espécie de “botão do pânico”, em que o usuário aciona o socorro policial sem a necessidade de permanecer com a tela do telefone ligada. Neste período, foram mais de 16 mil downloads e centenas de ocorrências atendidas com deslocamentos de viaturas.

Três meses depois, o aplicativo ganhou um upgrade com um botão do pânico específico para mulheres com a vida em perigo. O ‘Alerta Mulher’ foi desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado e Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), sendo disponibilizado às vítimas de violência doméstica mesmo antes da concessão de medidas protetivas.

O aplicativo da secretaria de segurança tem capacidade para receber novas atualizações nos próximos meses, com a possibilidade de inclusão de um modo para ocorrências em escolas públicas e outro para veículos roubados, de acordo com o chefe do Núcleo de Desenvolvimento Tecnológico da Seagi, major do Corpo de Bombeiros, Marco Antonio Gama.

O modo para veículos roubados já tem uma ferramenta prévia, com o Sistema de Gestão de Veículos Roubados (SGV), que reforçou as ações de recuperação de veículos e alimenta com informações os controladores do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). No telão de monitoramento, os servidores da Segurança Pública fazem o acompanhamento da ocorrência.

Mais avanços – De acordo com o major Gama, outras ferramentas tecnológicas estão em diferentes estágios, algumas em pleno desenvolvimento, outras em fases de testes, e ainda outras aguardando um parecer jurídico para entrarem em funcionamento. “No caso dos veículos roubados, por exemplo, será possível acompanhar no telão a localização exata daqueles veículos que contam com rastreamento privado, agilizando o trabalho policial”, disse.

O chefe do Núcleo de desenvolvimento destacou o fato de as tecnologias estarem sendo desenvolvidas por servidores do próprio sistema de Segurança. “Quem está desenvolvendo já tem uma vivência, uma experiência e sabe o que o sistema precisa. Com isso, temos um ganho substancial”, afirmou.

Base – Criado junto com o Aviso Polícia, o Sistema de Aplicativos de chamadas de Emergência (Sace) é apontado pela equipe de desenvolvimento como um dos principais avanços tecnológicos para o Sistema de Segurança Pública. “É ele que recebe todos os dados das ferramentas já lançadas, servido como uma base que sustenta os demais”, afirmou o major da Polícia Militar do Amazonas Marco Antonio Gama.

Desde o lançamento, o Sace substituiu o modo de atendimento e despacho que antes era controlado pelo Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), desenvolvido pela Prodam e utilizado pelos órgãos de Segurança Pública.

Desenvolvido pelos servidores estaduais, o Sace tem grande versatilidade, podendo ser integrado com outros sistemas, garantido uma atualização constante do mesmo. Em pleno funcionamento, a ferramenta englobará informações como as das tornozeleiras eletrônicas e das câmeras de vigilância, sejam elas públicas ou privadas.

FOTO: DIVULGAÇÃO/SSP-AM