STF só analisará prisão em 2ª instância em 2019, afirma Dias Toffolli

Mesmo com o colegiado do Supremo Tribunal Federal pedindo urgência na análise sobre a prisão após segunda instância, o presidente da Corte, ministro Dias Toffolli, afirmou que o assunto só será analisado em 2019.

Nesta semana, o ministro Ricardo Lewandowski liberou para julgamento em plenário um recurso do ex-presidente Lula contra a decisão que autorizou sua prisão após ter sido condenado em segunda instância, no caso do tríplex do Guarujá.

No dia 19 de setembro, Dias Toffolli já havia dito que o tema só voltaria à pauta do Supremo no ano que vem, mesmo sendo a favor da revisão do julgamento sobre a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

O presidente do STF, no entanto, não deu previsão de quando o tema será analisado em 2019.

Reportagem, Thiago Marcolini