O superintendente da SUFRAMA, Appio Tolentino, acompanhado de servidores da Coordenação Geral de Comércio Exterior, reuniu-se nessa quinta-feira (06), na sede da autarquia, com o ministro-conselheiro da Embaixada da França no Brasil, Gilles Pecassou, o cônsul honorário da França em Manaus, Dominique Chevé, e o diretor executivo da empresa de consultoria Projetos Financeiros e Econômicos (Profinco), Hélio da Silva. Além de servir à apresentação dos incentivos fiscais e vantagens comparativas do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), o encontro também discutiu possibilidades de integração e potenciais negócios, em especial no segmento de turismo, entre companhias francesas e a capital amazonense.

Pecassou explicou, inicialmente, que a visita à SUFRAMA ocorre em paralelo à chegada a Manaus, nesta sexta-feira (7), de um navio de cruzeiro francês que está inaugurando uma nova linha com destino final na cidade. De acordo com o ministro-conselheiro, a empresa, após ter operado roteiros nos polos Norte e Sul e, em seguida, em locais como a Escandinávia, agora está focada em trabalhar roteiros na região Norte do Brasil, com destaque para Pará e Amazonas. “Estamos falando de um segmento de mercado de cruzeiros de luxo. São, em geral, pessoas aposentadas que pagam muito bem para ter a condição de fazer passeios um pouco diferentes, portanto, representam um público com alto poder aquisitivo que poderá deixar recursos aqui”, apontou. Pecassou também complementou que aproveitou a visita à capital amazonense e à autarquia para enriquecer conhecimentos acerca de diretrizes do modelo ZFM. “Ouvimos muito falar da experiência que vocês têm aqui, então gostaríamos de conhecer um pouco mais”, reforçou. Já o consultor Hélio da Silva informou que uma das metas do encontro é que os diplomatas franceses possam conhecer melhor o modelo ZFM e auxiliar na divulgação das vantagens comparativas da região para empresas daquele país.

O superintendente Appio Tolentino elogiou a iniciativa da empresa francesa de cruzeiros de investir em roteiros na região, uma vez que isso fomenta a movimentação econômica da capital, e explicou também que a SUFRAMA está fortemente focada em trabalhar novos negócios não apenas no âmbito do Polo Industrial de Manaus, mas também nas áreas do comércio, serviços, agronegócios e, ainda, no turismo. “A França é uma parceira antiga e importante do PIM e do Amazonas. A SUFRAMA, por sua vez, é um órgão de desenvolvimento do governo federal que trabalha buscando o crescimento econômico, então ter notícias como essa (da chegada da companhia de cruzeiros), aliadas ao potencial interesse de companhias francesas em conhecer e se instalar na região, é muito salutar para nós”, afirmou.

A reunião contou ainda com uma apresentação técnica sobre os incentivos fiscais da ZFM realizada pelo servidor da Cogex, Luiz Frederico Aguiar. Além de discorrer sobre as principais vantagens tributárias disponibilizadas na área de atuação da SUFRAMA – Estados da Amazônia Ocidental (Roraima, Amazonas, Rondônia e Acre) e municípios de Macapá e Santana, no Amapá –, a apresentação também focou, entre outros aspectos, nas possibilidades de integração comercial e logística com foco na ZFM.

Ao final, o ministro-conselheiro Gilles Pecassou agradeceu a oportunidade e acrescentou que os dados repassados poderão contribuir para que empresas francesas possam cada vez mais tomar conhecimento das vantagens e possibilidades de negócios na região. “Quaisquer informações podem ajudar, pois estamos em direta interação com a área de assuntos econômicos da Embaixada. No geral, temos aproximadamente 900 empresas francesas atualmente em operação no Brasil, sendo que 90% dessas empresas têm atuação concentrada na região Sudeste, especialmente os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais”, finalizou.

Texto/fotos: Diego Queiroz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here