As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Suplementos em excesso podem alterar resultados de exames, diz especialista

Gov-02

Brasileiro quer chegar ao Carnaval com ‘tudo em cima’. Por conta disso, muita gente recorre aos suplementos vitamínicos como forma de ‘acelerar os resultados’ da malhação e outros processos estéticos.

Esses compostos, de fato, podem dar mais energia, melhorar a pele, o cabelo e até fazer emagrecer, mas é preciso ter cuidado. O mau uso ou excesso pode causar problemas de saúde e ainda mascarar ou alterar os resultados de exames.

Quem explica é a biomédica Mayara Alves, coordenadora técnica do Sabin Medicina Diagnóstica. Segundo ela, a vitamina C, por exemplo, pode alterar a dosagem de creatinina, que indica se há insuficiência renal. Já a vitamina E interfere nos testes de agregação plaquetária.

A lista não para por aí. A especialista explica que a biotina, elemento presente em suplementos para cabelo e pele, pode alterar resultados da análise da tireoide, uma glândula produtora de hormônios que influencia em todo o funcionamento do organismo.

Segundo a Food and Drug Administration (FDA), agência do departamento de Saúde dos Estados Unidos, a biotina, mais conhecida como Vitamina B7, pode gerar também um falso resultado negativo na troponina, que é uma enzima que indica riscos de ataques cardíacos. “A biotina vira um problema, porque muitas pessoas fazem uso exagerado desse multivitamínico. Com isso, uma parte da biotina fica ‘livre’ no organismo, o que pode atrapalhar em resultados de exames laboratoriais. Estes podem parecer falsamente baixos ou elevados, trazendo complicações adversas”, afirma Mayara.

Gov-03

Fenômeno

A Portaria nº 32/1998, da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, informa que “suplementos vitamínicos são alimentos que servem para complementar com estes nutrientes a dieta diária de uma pessoa saudável, em casos onde sua ingestão, a partir da alimentação, seja insuficiente ou quando a dieta requerer […], não podendo substituir os alimentos, nem serem considerados como dieta exclusiva”.

A biomédica Mayara Alves diz que uma situação preocupante é justamente o uso de suplementos por pessoas que não necessitam para a saúde, mas aderem por questões meramente estéticas. “É importante reforçar que suplementos vitamínicos são indicados para reposição de déficit nutricional. Quando ingeridos sem necessidade, podem provocar uma sobrecarga nos órgãos responsáveis pelo metabolismo, como fígado e rins, provocando doenças”, orienta.

Para evitar problemas na saúde, Mayara Alves explica que antes de fazer uma suplementação é necessário consultar um médico ou nutricionista. “O profissional indicará exames clínicos para saber o tipo e a quantidade mais indicada de suplemento para cada paciente”, afirma.

Foto: Agência Freepik