Suspeitos do latrocínio de caçador e roubo a um bar são presos

As Policias Civil e Militar prenderam três infratores suspeitos do latrocínio do caçador Semeão Marques Costa, 31, ocorrido no dia 21 deste mês no município de Urucará, município distante 261 quilômetros em linha reta da capital.

Aurivan Barreto da Silva, 19; Elizeu Gomes dos Santos, 21, e Gênesis da Silva Correa, 34, foram identificados a partir de imagens do circuito interno de um bar localizado naquela localidade, onde o grupo roubou R$ 1.650 e uma motocicleta de um dos funcionários do estabelecimento, no último dia 22. Na ocasião a irmã de Gênesis, Ivone da Silva Correa, foi presa em flagrante, por participação na ação. A ação foi comandada pelo diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), delegado Henrique Brasil, e pelo comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Castro Alves.

“Nós tivemos uma surpresa. Houve um roubo na cidade e pelas imagens nós identificamos quatro criminosos, e um deles com a arma do Semeão, até então dado como desaparecido, além disso, a família reconheceu a arma dele. A partir dessa informação, iniciamos as buscas pelo caçador, cujo corpo foi encontrado no domingo (23) em uma área de mata e também pelos infratores, não qual levamos de três a quatro dias buscando nas comunidades vizinhas ao município”, explicou o tenente-coronel.

Durante a abordagem policial, um dos infratores não obedeceu a ordem de parada dos policiais que acompanhavam a ação, entrou em confronto e veio a óbito. “O infrator acreditava que os policiais eram os caseiros que residem próximo à área onde eles estavam escondidos, por isso, revidou”.Com o trio foram apreendidos, relógios, cordões, três celulares, uma arma caseira, um cartucho intacto, uma faca e uma foice.

Transferência para Manaus – O diretor do DPI, delegado Henrique Brasil, explicou ainda que o trio foi trazido para Manaus na noite dessa sexta-feira (28/09), por questões de segurança. “A população no município de Urucará estava bastante alvoroçada. É uma cidade pacata, e tanto o roubo quanto o latrocínio causaram grande comoção, e para nos resguardarmos pedimos a transferência desses infratores para a capital, evitando assim, tentativas de fuga dos mesmos ou a depredação do patrimônio, caso ficassem custodiados na unidade policial da cidade. Essa atuação de forma conjunta auxiliou no cumprimento da missão, por isso, nosso reconhecimento a todos os policiais que participaram da ação”, pontuou.

Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, o trio será conduzindo ao Centro de Detenção Provisória Masculina (CDPM). Já Ivone ficará custodiada Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

FOTOS: ERLON RODRIGUES/ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA PC-AM