Forte candidata ao Troféu Ouro, no Prêmio Qualidade Amazonas, na categoria Média Indústria, em 2018, a Technicolor Brasil, Midia e Entretenimento foi um dos destaques no segundo dia da 19ª Mostra de Gestão e Melhorias para a Qualidade, nesta quarta-feira (26), no Auditório da Suframa, com a apresentação de um decodificador híbrido HD Wi-fi, que acabou influenciando para o retorno da DirecTV como cliente do Polo Industrial de Manaus depois de 12 anos.

Na apresentação do projeto, a desenvolvedora de testes da Technicolor, Carol Fernandes, disse que, além desse mérito, o teste final para decodificador HD Wi-fi, desenvolvido a pedido da Sky Brasil, parceira da DirecTV, atendeu ao desejo da própria Technicolor de ser a primeira empresa a desenvolver no Brasil esse dispositivo que permite receber canais por satélite.

No planejamento, a equipe teve contato direto com plantas da Technicolor fora do Brasil, na Argentina e Tailândia. E o fluxo de testes proposto, segundo Carol, pelos asiáticos, não atendeu às especificidades do decodificador para o mercado brasileiro.

Além da aprovação total da Sky Brasil, principal cliente da Technicolor, a equipe bateu o recorde de tempo na produção do decodificador, em menos de dois anos. Também obteve uma redução de cerca de 60% no custo de produção previsto pela equipe asiática.

Outra empresa finalista da modalidade Processo, no PQA, a 3M Manaus foi representada, neste segundo dia de mostra, por dois projetos, um de inovação no processo de fabricação do Lint Roller, um dos carros-chefes na produção da empresa, e o outro de otimização do uso de caixa de PVC.

O supervisor de manutenção da 3M Manaus, Fábio Binoti, apresentou o projeto de inovação na fabricação daquele rolinho vendido nos supermercados e usado para tirar pelos das roupas. A inovação, no caso, veio com a automação da montagem do rolo, antes totalmente manual. “O grande problema era do ponto de vista ergonômico pela quantidade de riscos para os colaboradores envolvidos na montagem do rolo, com lesões frequentes nos punhos, antebraços e pescoço”, contou Binoti.

O projeto exigiu um investimento de mais de R$ 1 milhão divididos entre mão de obra, material e serviço, além de ter representado ganhos para a empresa de mais de R$ 478 mil, com o aumento da produtividade e passivos ergonômicos, entre outros fatores.

Detentor de duas premiações internacionais, uma delas como o melhor projeto de ergonomia do mundo, em 2017, entre as plantas da 3M, o novo Lint Roller consumiu seis meses de análises por médicos e cientistas dos problemas ergonômicos e dos fatores biomecânicos envolvidos na produção manual da peça. “Foram encontrados cinco altos riscos à saúde do trabalhador, quando apenas um seria suficiente para um trabalhador ser afastado da linha de produção por problemas ergonômicos”, disse o supervisor.

Como resultado da inovação, o projeto trouxe a redução do número de reclamações dos funcionários e de afastamentos por acidentes originados na ergonomia, além do aumento de produtividade na relação homem/hora/máquina.

Ainda na modalidade Processo, apresentaram projetos nesta quarta-feira A Fundação Amazonas Sustentável (FAS), com o tema “Controle Social de Beneficiários do Programa Bolsa Floresta”; a Sony do Brasil, com o “Aumento de Eficiência Energética da Fábrica Sony Brasil em Manaus; a Harman Automotiva da Amazônia, com “Otimização do Processo para Aumento da Capacidade Produtiva do CP100”; e Transire Manaus, com “Ganho de Eficiência nas Linhas”.

Modalidade Gestão

Única organização da modalidade Gestão, no segundo dia da Mostra da Qualidade, o Colégio Militar de Manaus apresentou seu modelo de gestão com base no fato de ter se tornado uma referência positiva no ensino público no Brasil, de acordo com o comandante, o coronel Mário Anselmo Marszalek.

Com forte atuação na educação a distância (EAD), o CMM, segundo o coronel Marszalek, é o mais assistencial entre as escolas similares do país principalmente por receber muitos alunos, filhos de militares, de regiões mais carentes do Estado.

É justamente essa característica que afeta o desempenho do Colégio Militar de Manaus, deixando-o abaixo do esperado, principalmente em relação ao nível do ensino médio. A mudança desse quadro é hoje, segundo o comandante, uma das principais metas da instituição. Para o coronel Marszalek, o indicador mais significativo para a gestão é colocar o CMM no topo do ranking das escolas com maior número de alunos aprovados nos exames de admissão ao ensino superior, como resultado de um ensino de excelência que vem sendo praticado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here