Amazonas Notícias

Técnico de vôlei é preso por exploração sexual de alunos em Manaus

Manaus – A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) deflagrou a Operação Bloqueio e prendeu um técnico de vôlei de 40 anos acusado de favorecimento à prostituição e exploração sexual de seus alunos, com idades entre 15 e 17 anos. As autoridades revelaram que o técnico prometia transformar os adolescentes em atletas profissionais em troca de atos sexuais.

Segundo o delegado-geral da PC-AM, Bruno Fraga, a operação é o resultado de uma investigação de três meses, durante a qual foram identificadas 12 vítimas. O delegado ressaltou que as ações criminosas do acusado exploravam os sonhos dos adolescentes de se tornarem atletas profissionais.

A delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e Adolescente (Depca), informou que a investigação começou com uma denúncia anônima sobre um vídeo compartilhado entre alunos de um colégio, mostrando o técnico em atos sexuais com dois adolescentes. O acusado, identificado como técnico da seleção amazonense de vôlei sub-16, tinha acesso a alunos de escolas públicas e particulares.

Durante as investigações, foi descoberto que o técnico pratica esses crimes há quase 20 anos. A operação recebeu o nome “Bloqueio” como uma referência ao termo utilizado no vôlei para interceptar o ataque adversário, simbolizando a necessidade de interromper as ações do acusado.

A delegada Coelho mencionou que, durante uma diligência na residência do suspeito, foram encontradas seis vítimas que confirmaram estar morando com ele. A polícia também está investigando um caso de tráfico humano, pois uma das vítimas foi trazida do interior com a promessa de ascensão no esporte.

Joyce Coelho destacou a necessidade de outras possíveis vítimas procurarem a Depca para denunciar, pois até homens adultos relataram abusos sofridos durante a infância e adolescência. Ela também mencionou a possibilidade de negligência por parte dos responsáveis por algumas das vítimas e uma possível omissão da Federação Amazonense de Voleibol.

O acusado agora enfrentará acusações de favorecimento à prostituição, exploração sexual e armazenamento de imagens contendo cena de sexo. Ele permanecerá à disposição da Justiça.

Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM.

Relacioandos