Take a fresh look at your lifestyle.

TIM encerra 2014 com lucro líquido de R$ 1,5 bilhão

-publicidade-

Novamente a TIM fechou um ano demonstrando solidez em suas operações, ampliando investimentos e mantendo ritmo de crescimento acima da média do mercado. Com incremento de 3,1% na base de clientes, que somam quase 76 milhões de usuários, a operadora segue na liderança do segmento pré-pago, além de ter registrado relevante evolução na base pós-paga.

O lucro líquido em 2014 foi de R$ 1,5 bilhão com ganho de rentabilidade. O EBITDA atingiu R$ 5,5 bilhões em 2014, alta de 6,4% no comparativo anual com margem EBITDA de 28,4%. A empresa fez consistentes aportes em sua infraestrutura, sobretudo na rede 4G, com foco no desenvolvimento de ofertas e serviços.

“Inovamos na oferta de serviços e trabalhamos no desenvolvimento da infraestrutura, por isso alcançamos resultados consistentes, em linha com as prioridades da empresa e nos antecipando às transformações do mercado. Em 2015, vamos investir ainda mais para sermos protagonistas na construção de um país que se comunica mais e melhor”, diz Rodrigo Abreu, presidente da TIM Brasil.

Estratégia da oferta de dados em contínua evolução

Em 2014, a TIM foi – mais uma vez – protagonista das inovações do mercado, trazendo ofertas e produtos diferenciados para os clientes, buscando potencializar a vida das pessoas. O mercado de dados foi destaque, com inovações relevantes e benefícios para os clientes gerando crescimento da receita de dados e aumento nas vendas e penetração de smartphones.

Foco na infraestrutura e qualidade

A TIM investiu R$ 6,85 bilhões no desenvolvimento de sua infraestrutura de rede ao longo de 2014, incluindo o valor aportado na compra da faixa de 700 Mhz no leilão de setembro.

A operadora encerrou 2014 com mais hotspots WI-FI e small cells, totalizando 1.500 pontos. Além disso, o projeto Mobile BroadBand (MBB) fechou o ano chegando a 125 cidades. Trata-se de uma iniciativa que proporciona desempenho diferenciado de navegação, servidas por backbone e backhaul de alta capacidade em fibra.

A TIM promoveu importantes investimentos na rede de quarta geração, aparecendo como a operadora com maior número de antenas habilitadas para 4G nas capitais brasileiras. Em todo o país, o número de antenas 4G aumentou de 1,9 mil para 3,7 mil, quase dobrando em 12 meses.

A empresa introduziu um novo conceito de maior integração da tecnologia móvel com as exigências urbanísticas com o projeto Biosite, lançado, até o momento, nas cidades do Rio de Janeiro e Curitiba.

Qualidade

Em 2014, a TIM manteve posição bastante saudável nos indicadores técnicos de qualidade, confirmando o menor volume de reclamações no órgão nacional de proteção ao consumidor (SINDEC), com número de demandas 55% inferior à média total do setor.

Sólidos resultados financeiros

· Lucro líquido

A TIM encerrou o ano com um lucro líquido de R$ 1,5 bilhão, o que representa um crescimento de 2,7% na comparação com 2013. O forte investimento em infraestrutura de rede e novos serviços impactaram a depreciação e amortização, gerando um recuo de 7,7% no lucro líquido do 4T14 (na comparação anual), totalizando R$460 milhões.

· Serviço de valor agregado

Um dos segmentos de maior expansão, em linha com a tendência de aumento de uso de dados, a receita bruta de VAS (sigla em inglês) chegou a R$ 6,6 bilhões em 2014, o que representa um crescimento de 23,6% se comparado com 2013. No 4T14, o crescimento foi 28,1%, frente a 2013,

totalizando R$ 1,9 bilhão.

· Rentabilidade

A TIM encerrou 2014 com ganho de rentabilidade em relação a 2013. O EBITDA (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortizações) apresentou crescimento de 6,4% na comparação com o ano anterior, chegando a R$ 5,5 bilhões. No quarto trimestre (4T14), a alta foi de 4%, frente ao mesmo período de 2013. A margem EBITDA no 4T14 foi de 30%, e a margem sobre os serviços (excluindo aparelhos) chegou a 38%.

· Serviços fixos

Com a reestruturação da companhia para atender o mercado corporativo, a TIM reverteu a tendência de queda na receita com telefonia fixa e encerrou o ano com receita bruta de R$ 901 milhões. O serviço de ultra banda larga fixa – Live TIM – foi destaque dentro da estratégia de aumentar a capacidade de atendimento no setor, alcançando 130 mil usuários e 1,5 milhão de domicílios cobertos. Segundo o Netindex, do Speedtest, a Live TIM foi considerada a internet mais rápida nas cidades onde atua, alcançando velocidade superior a 33 Mbps, 50% acima da média mundial.

-publicidade-