As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Torcedores protestam contra contratação do goleiro Bruno pelo Operário do Mato Grosso

Mulheres e homens realizaram na noite desta terça-feira manifestação contra a possível contratação do ex-goleiro Bruno Fernandes, de 35 anos, pelo Operário-MT, confirmada na última segunda. Bruno foi condenado na Justiça mineira a mais de 20 anos pelo sequestro, assassinato e ocultação de cadáver da ex-namorada e modelo Eliza Samúdio.

O ato ocorreu na entrada do Estádio Municipal Dito Souza, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, antes e durante a realização do jogo do Operário contra o Poconé no Campeonato Mato-Grossense de 2020. Ao som de tambores e com cartazes, os manifestantes gritavam “quem contrata um feminicida apoia o feminicídio”. Enquanto isso, um carro de som dava suporte para os manifestantes e circulava lentamente ao redor do estádio.

Campanha nas redes sociais contra a contratação de Bruno já começou a apresentar seus primeiros efeitos com patrocinadores do Campeonato Mato-Grossense. Dois deles, a cooperativa de crédito Sicredi e a Eletromóveis Martinello, desautorizaram o uso de suas marcas nos uniforme do clube.

O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso repudiou, em nota, a contratação do goleiro. Segundo o comunicado, “trata-se de alguém que demonstrou profundo ódio e total desrespeito às mulheres ao tratar dessa forma cruel e bárbara aquela que seria a mãe do seu filho”.

O Núcleo Feminino da Força Jovem Operário também se manifestou. Em nota, disse que “aceitar a contratação dele de forma tranquila é naturalizar e ser conivente com as opressões que lutamos. No Brasil, uma mulher é morta a cada duas horas vítima de violência”. Com informações do Minuto ao Minuto.