A pista de atletismo da Vila Olímpica de Manaus, localizado no bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, local de grandes competições, inclusive internacionais, será palco neste sábado (18/05) do Torneio Geraldo Teixeira de Atletismo, a partir das 7h. A competição, que é realizada pela Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas (Fedaeam) tem o apoio do governo por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel).

“A Federação realiza um trabalho excelente com os nossos atletas, portanto, é a certeza de que esta competição será mais um sucesso” comentou o secretário da Sejel, Caio André.

A competição será voltada para as categorias Sub-16 (atletas de 12 a 15 anos de idade) Sub-18 (16 e 17 anos), Sub-20 (18 e 19 anos) e Adultos (de 16 anos em diante), com provas de 10.000m Rasos, Salto em Altura, 110m com Barreiras, Lançamento de Disco, Dardo e Martelo, Arremesso de Peso, Salto em Distância, e outros, nos naipes masculino e feminino.

As inscrições podem ser efetuadas através do e-mail www.fedaeam.com porém, os atletas devem chegar com meia hora de antecedência no dia da competição para confirmar presença.

De acordo com a presidente da Fedaeam, Marleide Borges, são esperados mais de 100 atletas. “Nós realizamos essa competição todos os anos e sempre temos um bom número de participantes, para esta edição, já chegamos a mais de 100 inscritos. Esse número já configura o bom momento do atletismo e que a competição será muito boa. Quem quiser participar, é só acessar nosso link e se inscrever” disse ela.

Homenagem – A competição leva o nome do professor Geraldo Teixeira, um dos pioneiros da modalidade de atletismo no Amazonas. “O professor Geraldo foi o mentor do atletismo no estado em meados da década de 70. Ele era mestre em Educação Física e lecionava na Ufam. Foi um guerreiro ao revelar grandes nomes da modalidade como Wellington Nóbrega e Lindon Jhonson, que foram convocados para as olímpiadas, além de tantos outros nomes, todos formados a partir do trabalho do Geraldo na pista de barro da faculdade”, comentou Marleide Borges, que também foi aluna do homenageado.

Fotos: Mauro Neto / Sejel