Com programação que vai da astronomia indígena à física de Jornada nas Estrelas, começa nesta sexta-feira (30), no SESI Clube do Trabalhador, a viagem estelar na nova edição do Torneio SESI de Robótica First Lego League, este ano com o tema “Into Orbit” (do inglês, em órbita). Realizado em dois dias, o evento vai reunir, até este sábado, 1º de dezembro, 29 equipes da Região Norte, incluindo, além do Amazonas, representantes do Acre, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Como acontece anualmente, desde 2013, em todo o país, estudantes de 9 a 16 anos serão desafiados a pesquisar e apresentar soluções inovadoras, nos dois dias do evento, para um determinado problema. Para isso, terão que utilizar conhecimentos nas áreas de ciências exatas e biológicas. Este ano, para vencer os desafios, os participantes terão que explorar temas, como satélites, foguetes, comunicação, sobrevivência, aspectos psicológicos de uma viagem espacial, além das situações de estresse a que os astronautas são expostos.

No lançamento da nova edição, no final de outubro, o SESI, como operador oficial do Torneio, promoveu uma série de encontros das equipes com o astronauta Marcos Pontes, que capitaneou a primeira missão espacial vivida por um brasileiro. Em Manaus, para uma plateia de aproximadamente 600 pessoas reunidas no SESI Clube do Trabalhador, o astronauta narrou suas experiências na missão, que teve a duração de dez dias, na Estação Espacial Internacional (ISS), em 2006.

O Torneio de Robótica First Lego League é desenvolvido em cerca de 80 países, por meio de parceria da instituição americana FIRST com o grupo dinamarquês LEGO. Envolve alunos de escolas públicas e privadas.

Para o presidente do Sistema FIEAM e diretor regional do SESI, Antonio Silva, o SESI tem o dever de incentivar a participação de seus alunos na competição por acreditar que o torneio fortalece a capacidade de inovação, trabalho em equipe, criatividade e raciocínio lógico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here