Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Trabalhadores terceirizados da Educação são atendidos pela Prefeitura de Manaus em reunião

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), se reuniu pela quarta vez com representantes dos trabalhadores da Educação, nesta quinta-feira, 18/2, na sede da secretaria, no bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul. Desta vez, a secretaria abriu as portas para o Instituto de Apoio aos Terceirizados no Estado do Amazonas (Iates) para tratar assuntos referentes à área dos profissionais.

O encontro com os representantes sindicais para manter o canal de diálogo aberto com a classe trabalhadora é uma determinação do prefeito David Almeida, e tem sido aplicada pelo secretário de Educação, Pauderney Avelino, que nesta semana, já atendeu a dois sindicatos de professores e um sindicato que representa as merendeiras.

O subsecretário de Administração e Finanças da Semed, Lourival Praia, explicou as ações para resolver os problemas que ficaram pendentes da administração anterior, mas que agora serão atendidos.

“Nós informamos aos sindicatos dos terceirizados que a gente está pagando a segunda parcela do mês de dezembro, das últimas empresas, nesta quinta-feira. Só não pagamos uma empresa, porque ela não conseguiu apresentar a certidão trabalhista antes, só apresentou na data de hoje. Vamos pagar essa empresa somente na sexta-feira, 19/2. Semana que vem vamos pagar o mês de janeiro. Após esses primeiros pagamentos da nossa gestão, vamos analisar os fluxos dos processos e melhorar, pois percebemos as falhas da gestão anterior e isso prejudica muito a celeridade do pagamento dessas empresas”, comentou.

O representante do instituto, Silvio Cristiano, afirma que ficou satisfeito com o encontro, principalmente pela atenção às reivindicações apresentadas para conhecimento da Semed.

“Saio satisfeito, muito satisfeito, porque ele escutou todas as demandas que eu trouxe, e dentro do possível vai tentar rever e corrigir tudo isso, para que as pessoas não sejam mais prejudicadas”, disse Cristiano.

Texto – Paulo Rogério Veiga / Semed

Foto – Alex Pazuello / Semed

-publicidade-