33.3 C
Manaus
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

UGPE conclui implantação de LED na nova sede do Complexo Regulador

Com obras concluídas recentemente pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) do Governo do Amazonas, a nova sede do Complexo Regulador do Amazonas, em Flores, zona centro-sul, acaba de receber também iluminação em LED. A substituição de lâmpadas tradicionais por LED nas áreas públicas dos órgãos do Estado é uma nova etapa que vem sendo cumprida pelo Programa Ilumina+ Amazonas.

O programa, desenvolvido pela UGPE, propicia economia de custos com energia e redução da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera. “O Ilumina+ Amazonas já está em 34 municípios do interior e 54 comunidades rurais e indígenas, chegando agora, também, aos órgãos públicos do Estado”, ressalta o secretário da UGPE, Marcellus Campêlo.

No Complexo Regulador foram instalados 45 pontos de LED, na área externa do prédio. Antes de ser entregue para a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) inaugurar, o local, que já foi sede da Fundação de Amparo e Pesquisa do Amazonas (Fapeam), recebeu obras de reforma e manutenção, realizadas pela UGPE.

As intervenções, conforme explica o secretário Marcellus Campêlo, foram necessárias para adequar o espaço às necessidades do órgão, que tem um importante papel na organização do acesso da população aos serviços de saúde.

Segundo ele, foram realizados serviços de climatização, adequação dos ambientes internos, da rede elétrica e da rede lógica, além da restauração da cobertura do prédio. “A nova unidade foi projetada pelos nossos técnicos, pensando na comodidade e conforto do cidadão e dos profissionais que ali trabalham”, destaca Marcellus Campêlo. O Complexo Regulador estava funcionando, provisoriamente, no prédio UGPE, na rua Jonathas Pedrosa, Centro.

Modernização da iluminação

Além das obras realizadas na nova sede do Complexo Regulador, a UGPE também inseriu o espaço na programação da nova etapa do Ilumina+ Amazonas. “O mesmo trabalho que está sendo realizado na iluminação pública do interior, de troca de lâmpadas antigas de vapor de mercúrio, de sódio, metálico e mistas, que são mais poluentes, por LED, está abrangendo áreas públicas institucionais pertencentes ao Estado”, explica Marcellus Campêlo.

Na capital, o programa já realizou a instalação de LED na área externa do Comando de Policiamento da Área Leste (CPA), e está finalizando a implantação na sede da Superintendência Estadual de Navegação, Portos e Hidrovias (SNPH). Outra instituição que irá receber LED é a sede do Governo, na Compensa.

FOTOS: Tiago Corrêa/UGPE

spot_img