Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Último painel da SCT discutirá “Conectividade Digital e a internet em regiões remotas do Amazonas”

O terceiro e último painel do webinário da Semana de Ciência e Tecnologia do Amazonas (SCT) 2020 traz como tema “Conectividade Digital: Inovações tecnológicas como alternativas para potencializar o alcance da internet em regiões remotas do Amazonas” e promete apresentar soluções tecnológicas para a região. O evento on-line acontece das 16h às 17h (horário Manaus), nesta quinta-feira (26), com transmissão pelo canal da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) no Youtube (Sedecti Amazonas) e simultaneamente, pelas páginas da Sedecti-AM e da TV Encontro das Águas no Facebook .

A SCT do Amazonas 2020 faz parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que, este ano, tem como tema “Inteligência Artificial: A nova fronteira da ciência brasileira”. No Amazonas, o evento é promovido pela Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) da Sedecti. O primeiro painel ocorreu no último dia 19 e teve como tema “Bioeconomia Digital: O papel da tecnologia no desenvolvimento de uma economia sustentável para o Amazonas”. Já o segundo painel ocorreu no último dia 24, e tratou o tema “Monitoramento Ambiental: Tecnologias inovadoras aplicadas à conservação da Amazônia”.

O primeiro painelista do webinário, nesta quinta-feira (26), será José Reginaldo Hughes Carvalho do Instituto de Computação (IComp) da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Ele abordará o tema “Aplicação de aeróstatos (balões) na redistribuição de internet para o interior do Amazonas”. Carvalho é doutor em Engenharia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com mais de 15 anos de experiência como gerente de Programa de Linha em Empresas e Institutos de P&D, incluindo CTI Renato Archer, Siemens, Genius/Gradiente, Intera/Digitron e Fundação CERTI. Hoje, ocupa a posição de professor associado em regime de dedicação exclusiva no IComp da Ufam, atuando nas áreas de robótica aérea e de campo. Seus interesses incluem aprendizagem de máquina, robótica móvel e aérea, engenharia de sistemas de missão crítica e empreendedorismo de base tecnológica.

O segundo painelista é Luciano Leonel Mendes do Instituto Nacional de Telecomunicação (Inatel). Ele irá discorrer sobre os “Desafios para as redes 5G em áreas remotas”. Luciano é bacharel em Engenharia Elétrica e mestre em Telecomunicações pela Inatel. É doutor em Engenharia Elétrica pela Unicamp. Desde 2001, é professor do Inatel, onde atua no ensino de graduação e pós-graduação, além de ter ocupado cargos de gerente técnico do Laboratório de Desenvolvimento de Hardware e Coordenador do Curso de Mestrado de Telecomunicações. Foi coordenador de diversos projetos de pesquisa e desenvolvimento, merecendo destaque aqueles voltados para TV Digital com apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). Executou um projeto de pós-doutorado com o apoio do CNPq, na Vodafone Chair Mobile Communications Systems, localizada na Technische Universität Dresden, na Alemanha, na área de esquemas de modulação digital para a quinta geração de redes móveis celulares. Hoje, coordena as atividades de pesquisa no Centro de Referência em Radiocomunicações (CRR), sendo o responsável pelas pesquisas em 5G nesse projeto. Além disso, coordena a Comissão de Pesquisa e Casos de Uso do Projeto 5G Brasil, hospedado pela Telebrasil. Suas principais áreas de atuação são comunicações móveis, radiodifusão digital e modulações com múltiplas portadoras.

O terceiro e último painelista é Adriano Vieira da Ozônio Telecomunicação. Adriano trará para o debate o tema “O potencial de satélites de órbita média (MEO – Medium Earth Orbit) como alternativa de acesso à internet no Amazonas”. Vieira é graduado em Economia pela Universidade Estácio de Sá, do Rio de Janeiro (RJ), e participou ativamente na implantação de Sistemas com Tecnologia Satelital (MEO) no Amazonas. Atualmente, é diretor comercial da Ozônio Telecomunicações.

O último painel do webinário terá como moderador o chefe do Departamento de Extensão Tecnológica e Inovação da Secti/Sedecti, Leonardo Silva.

-publicidade-