O último suspeito de matar o PM Luís Carlos da Silva Costa, 56, se apresentou à polícia na tarde desta terça-feia (25). Marcley Moraes de Souza, de 20 anos, estava escondido desde que foi colocado em liberdade na tarde da última sexta-feira pela Justiça amazonense.

Um dia após a data prevista para sua entrega, Marcley foi até a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, localizada na Avenida Autaz Mirim, zona Leste de Manaus, na companhia do advogado.

No local, ele confessou que participou do crime porque a mulher está grávida e  casal passa por dificuldades. Segundo ele, que diz estar bastante arrependido, o objetivo era apenas parar o militar. Veja o que ele diz: