Nesta semana a surfista carioca Maya Gabeira, de 31 anos, entrou para o Guinness Book, o livro dos recordes, por ter surfado a maior onda de todos os tempos entre as mulheres.

Essa onda que fez Maya inaugurar a categoria feminina de maior onda surfada do livro dos recordes tinha 20,7 metros. O feito aconteceu em janeiro deste ano, na praia de Nazaré, em Portugal, e segunda ela, é resultado de muita dedicação ao esporte.

“É um sonho! É até difícil de acreditar que agora eu posso falar que, oficialmente, eu surfei a maior onda já surfada por uma mulher é demais. Acho que é o resultado de muitos anos, 12, 13 anos de carreira e de dedicação ao esporte. A gente estava com este foco mesmo de pegar a maior onda que eu já tinha surfado. Muito crédito para o Eric Rebiére, que estava me pilotando, foi essencial para que esta onda fosse surfada com sucesso.”

Foi nesta mesma praia que, em 2013, a surfista quase morreu tentando estabelecer um recorde mundial feminino. Maya caiu a uma altura de mais de 20 metros, o colete salva-vidas dela saiu com as fortes ondas que caíram sobre ela, até que ela foi resgatada pelo Carlos Burle por um jet sky. Mas aí, Maya já estava inconsciente. Ela quebrou o tornozelo, se recuperou e voltou na mesma praia para conseguir este recorde. Decidida a realizar seu sonho, ela foi lá e conseguiu pegar a maior onda já surfada por uma mulher.

“Estou super orgulhosa de poder ter criado esta categoria no Guinness, de ser a primeira, de representar o Brasil e de representar as mulheres, né? Em um espaço que ainda é um pouco mais masculino, mas que cada vez mais a gente prova que a gente também deve ter o seu espaço e deve ser celebrada.”

Hoje, declarada oficialmente a primeira surfista mulher a realizar esta façanha, Maya se tornou inspiração para muitas atletas mulheres mundo afora.

Reportagem, Cintia Moreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here