As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Universidade do Estado do Amazonas conquista terceiro lugar no pitch para investidores

Os professores da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Antônio Kieling e Antônio Mesquita, conquistaram o terceiro lugar no pitch para investidores realizado na sexta-feira (24/5), na Green Rio, evento internacional que busca promover a Bioeconomia no país, por meio da divulgação de produtos, pesquisas, serviços e soluções diversas.

Em apenas três minutos, cada um deles teve a oportunidade de apresentar o ecopainel de açaí e a madeira plástica. Os produtos foram levados para a feira internacional no Rio de Janeiro e vem chamando a atenção não só dos investidores, mas também das centenas de pessoas que participam do evento. A Green Rio encerra neste sábado (25/05).

Eduardo Buechem, empreendedor desenvolvedor do adubo orgânico conquistou o primeiro lugar. Hoje, a Biostartup chama-se Vitamina Terrestre. Em segundo lugar, ficou o Nucleário, que acumula água da chuva e do sereno, aumentando a resiliência das restaurações florestais em larga escala. No total, nove apresentações foram realizadas para um grupo de investidores composto por quatro pessoas.

Na avaliação do vice-presidente da Fundação Universitas de Estudos Amazônicos (FUEA), Carlos Henrique de Souza, essa foi uma oportunidade ímpar para promover o aprendizado dos professores da UEA no campo do empreendedorismo. “Encontramos um caminho para consolidar pesquisa universitária e o empreendedorismo de mercado”, destacou.

UEA na Green Rio 2019 – A UEA está participando da oitava edição do Green Rio, evento internacional que busca promover a Bioeconomia no país, por meio da divulgação de produtos, pesquisas, serviços e soluções diversas. A programação termina neste sábado (25/05).

Durante os dias, a universidade exibe quatro pesquisas realizadas por professores da instituição. Como resultado, quatro produtos foram gerados e estão potencialmente disponíveis para produção: o ecopainel de açaí, a madeira plástica de caroço de tucumã, a bioprótese de madeira e o bioplástico.

Conheça alguns dos produtos da UEA em destaque:

Ecopainel feito com fibras do açaí – A produção dos ecopainéis, baseada nos princípios da Economia Circular, é feita a partir dos resíduos do fruto do açaí descartados nos leitos dos igarapés e canais artificiais de escoamento de água nas cidades, gerando impactos ambientais. A partir deste efeito, o produto consiste no aproveitamento de toda a cadeia da matéria-prima, gerando subprodutos, emprego, renda e tecnologia.

O trabalho também conta com a utilização de uma resina de óleo de mamona para fazer a adesão das fibras. A fabricação pode ainda evitar a emissão de CO2, que ocorre na fabricação industrial de painéis de fibras de madeira utilizando resinas sintéticas à base de Ureia Formaldeído, muito comum na atualidade.

Madeira plástica feita com caroço de tucumã – É produzida a partir de caroços do fruto do tucumã e de plástico reciclado. O processo de fabricação da madeira plástica inicia com a quebra dos caroços do tucumã. Sua parte lenhosa é moída até formar pequenas partículas, da mesma forma como os plásticos duros descartados como resíduo sólido urbano, que são reciclados e moídos.

As partículas de tucumã e do plástico reciclado são misturadas e introduzidas em injetora industrial com adição de calor, onde o plástico derrete e se agrega às partículas da madeira do tucumã. A Madeira Plástica apresenta propriedades físico-mecânicas similares àquelas de materiais utilizados na produção de pisos, painéis, revestimentos, cadeiras, entre outros.

FOTO: Isabella Santos / UEA

você pode gostar também